Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL PERON CASTRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAEL PERON CASTRO
DATA : 28/06/2017
HORA: 08:00
LOCAL: MPI/UFRN
TÍTULO:

O Agronegócio da Moringa oleifera:Bioprodutos Inovadores.


PALAVRAS-CHAVES:

Moringa, Suplemento Alimentar, Óleo Vegetal, Biodiesel, Biocida.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

O presente trabalho procurou conciliar as duas linhas de pesquisa do Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação - MPI da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN: (1) Gestão da Inovação e (2) Desenvolvimento de Produtos Inovadores. O Modelo de Negócios proposto utilizou os fundamentos de inovação tecnológica e empreendedorismo das disciplinas ministradas no âmbito do MPI, aplicados em sistemas de produção agrícola em diferentes regiões do Rio Grande do Norte, utilizando a cultura da Moringa oleifera no reflorestamento de áreas degradadas que passaram a ser destinadas à produção de alimentos derivados das folhas de moringa, além de óleo vegetal e bioprodutos para o tratamento de água, que foram obtidos a partir do processamento de suas sementes, no intuito de diversificar as fontes de renda, elaborando produtos de potencial inovador com todos os derivados da planta. Os modelos propostos podem ser replicados em outras regiões, atendendo aos três pilares da sustentabilidade: viabilidade econômica, responsabilidade social e conformidade ambiental. A agricultura orgânica é uma atividade que concerne a estes parâmetros e, para tal, depende da produção de insumos agrícolas na forma de compostos orgânicos de origem animal e vegetal. Esta prática, quando certificada por instituições autorizadas, valoriza o produto em relação àqueles provenientes da agricultura convencional. Para alcançar os objetivos pretendidos, foram desenvolvidas duas ações de extensão junto a pesquisadores da UFRN, trabalhos de consultoria agrícola e um "Estágio Gestor" na propriedade rural da empresa Hortaviva, localizada na Zona Rural de Nísia Floresta e certificada por auditoria pelo Instituto Biodinâmico – IBD. Durante o estágio, a propriedade expandiu sua área cultivada para que fosse introduzida a cultura da moringa em consórcio com hortaliças e leguminosas, em diferentes modalidades de plantio. As folhas desidratadas foram comercializadas nas formas de farinha, chá e cápsulas. A produção de sementes oleaginosas, uma vez processada, deu origem a um óleo vegetal utilizado na fabricação de biodiesel e ao coproduto “torta de moringa”, a partir do qual foi criado um agente purificador de águas (biocida), denominado Biolarv – Larvicida Natural, cuja marca foi registrada no Instituto Nacional de Produção Industrial - INPI pelo Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT/UFRN. O produto, de origem vegetal, foi desenvolvido para atuar no extermínio de larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor de arboviroses como Dengue, Zika e Chikungunya.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1282620 - HENRIQUE ROCHA DE MEDEIROS
Externo ao Programa - 1219008 - MAGDA MARIA GUILHERMINO
Externo ao Programa - 1880265 - MARCIO DIAS PEREIRA
Externo ao Programa - 1160199 - SERGIO MARQUES JUNIOR
Notícia cadastrada em: 15/07/2017 13:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao