Banca de DEFESA: JOAQUIM CUSTÓDIO COUTINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOAQUIM CUSTÓDIO COUTINHO
DATA : 29/01/2020
HORA: 08:00
LOCAL: Centro de Biociências
TÍTULO:

CONHECIMENTO FLORÍSTICO ATUAL E AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NA APA BONFIM-GUARAÍRAS, RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Área de Proteção Ambiental, Checklist, data cleaning, Nordeste


PÁGINAS: 79
RESUMO:

O bioma Mata Atlântica tem sofrido nos últimos anos com degradações, devido ao aumento das atividades antrópicas, o que leva a um dos principais problemas dos remanescentes florestais, que é a fragmentação, dificultando os estudos florísticos e a conservação em si. O objetivo deste trabalho é relacionar dados espaciais, empregando-se o Sistema de Informações Geográficas (SIG), com dados florísticos dentro de uma área de Mata Atlântica no Rio Grande do Norte. A Área de Proteção Ambiental (APA) Bonfim-Guaraíras (ABG) foi selecionada como área de estudo, já que se insere na porção oriental do Rio Grande do Norte (RN), dentro do domínio da Mata Atlântica. Serão avaliados os índices de esforço amostral, percentuais de remanescentes florestais e indicadas as áreas prioritárias para pesquisa e conservação dentro da APA. Para isso foi criado um banco de dados com 2029 registros georreferenciados de angiospermas dos herbários ASE, CESJ, HUCS, HUEFS, JPB, JBRJ e HUFRN disponíveis em plataformas online (JABOT e speciesLink). A primeira etapa desse trabalho foi realizada com o processo de data cleaning, para limpeza dos registros coletados. Após o processo de data cleaning tivemos uma redução no número total de registros para 966. Os resultados mais expressivos desse processo estão disponíveis no capítulo 1 dessa dissertação. A partir do banco de dados georreferenciado foi possível a criação de um checklist para todas as espécies presente na APA Bonfim-Guaraíra. Foram listadas 387 espécies distribuídas por 269 gêneros e 86 famílias. A família mais abundante foi a Fabaceae do clado das Rosídeas com cerca de 51 espécies registradas. Em contrapartida o gênero como maiores registros foi o Cyperus da família Cyperaceae. Apenas uma espécie foi identificada como endêmica a Eugenia pipensis, e apenas duas com situação vulnerável nas listas de ameaçadas, sendo elas a Melocactus violaceus e a Cyperus articulatus. Confirmou-se que os dois municípios Nísia Floresta e Tibau do Sul são os mais abundantes em espécies, o que indica necessidade de coleta nos outros municípios da ABG, para melhor conhecer sua flora e a situação de suas espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1755074 - LEONARDO DE MELO VERSIEUX
Interna - 1813882 - ALICE DE MORAES CALVENTE VERSIEUX
Externo à Instituição - JESUS RODRIGUES LEMOS - UFPI
Externa à Instituição - MARIA BEATRIZ ROSSI CARUZ - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 10/01/2020 12:34
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao