Banca de DEFESA: WALLISSON LUIZ GUEDES ABRAHÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WALLISSON LUIZ GUEDES ABRAHÃO
DATA : 10/11/2023
HORA: 14:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO CONTROLE INTERNO ADMINISTRATIVO NAS PRÓ-REITORIAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI, À LUZ DO COSO I.


PALAVRAS-CHAVES:

Controle interno; COSO; Gestão Pública; Universidade.


PÁGINAS: 145
RESUMO:

Este estudo teve como foco analisar a qualidade dos controles internos administrativos considerando o Committee of Sponsoring Organizations of lhe Tradway Commission (COSO), percebida pelos gestores de nível estratégico e tático no âmbito das Pró-Reitorias da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Além da avaliação do controle, foram analisadas variáveis que, eventualmente, poderiam interferir nos resultados da qualidade do controle, sendo elas: variável tamanho, que se configura no quantitativo de pessoal mais o orçamento executado; outra variável é a capacitação dos gestores nas áreas de controle interno e gestão de risco; e o nível de escolaridade dos gestores. A pesquisa foi realizada com Pró-reitores, coordenadores e chefes de núcleos, no qual envolveram 57 gestores das oito Pró-Reitorias da UFCA. Partindo do ponto de vista dos objetivos, esta pesquisa classifica-se como descritiva, de abordagem qualitativa. Foram coletados dados por meio de aplicação de questionário com dados do perfil sociodemográfico dos participantes e questões com abrangência dos componentes do COSO I. A análise de dados se deu por meio de estatística descritiva, teste de correlação e teste de regressão. De modo geral, o estudo concluiu a percepção dos gestores em relação à qualidade do controle interno da UFCA, no qual foi atribuída nota média global de 3,73. De acordo com a escala likert o resultado sugere que a percepção ocorre apenas de forma parcial, indicando que os gestores não compreendem com clareza a aplicação dos controles internos. Desse modo, se faz necessário aprimorar o processo de implementação dos controles internos. Também foi analisada a média para cada Pró-Reitoria, na qual, as Pró-Reitorias “B” e “C” obtiveram nota média de 4,14 e 4,12, respectivamente. De acordo com a escala likert, os gestores percebem os controles internos como muito aplicável, sugerindo que eles perceberam a aplicação dos controles de forma clara. Para as Pró- Reitorias “A”, “E”, “D”, “F” e “G”, as notas médias obtidas foram 3,84, 3,83, 3,80, 3,73 e 3,44, respectivamente. O Resultado indica que os gestores perceberam o controle apenas medianamente aplicável, demonstrando que a percepção dos gestores ocorre parcialmente. Já para a Pró-Reitoria “H”, a média foi de 2,81, que, de acordo com a escala likert, a percepção é pouco aplicável. O que demonstra que os gestores não compreenderam o funcionamento do controle em sua unidade. Para tanto, reforça-se a necessidade de aprimorar o processo de implementação dos controles internos. Além disso, foi possível concluir que as variáveis: quantitativo de servidores, orçamento empenhado, tempo de serviço de atuação na UFCA e tempo de serviço de atuação na unidade lotada não tem correlação e nem exercem influência sobre a qualidade do controle interno da UFCA. Por outro lado, os dados demonstraram que o nível de escolaridade e a capacitação nas áreas de controle interno e gestão de risco indicaram potencial de correlação e influência sobre a qualidade do controle interno. Para tanto, a escolaridade e a capacitação podem ser fortes ferramentas para contribuir com o aperfeiçoamento do controle interno da UFCA.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALEX BRUNO FERREIRA MARQUES DO NASCIMENTO
Interno - 2575537 - MARCOS FERNANDO MACHADO DE MEDEIROS
Presidente - 1750458 - THIAGO FERREIRA DIAS
Notícia cadastrada em: 30/10/2023 17:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao