Banca de DEFESA: LUCI DANTAS DE LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCI DANTAS DE LIMA
DATA : 16/02/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Setor V - sala D4
TÍTULO:

CLIMA ORGANIZACIONAL NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Clima organizacional. Comportamento Organizacional. Gestão de pessoas.


PÁGINAS: 110
RESUMO:

O presente trabalho se propõe a estudar o Clima Organizacional na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), e seu objetivo geral consiste em analisar o clima organizacional a partir da percepção dos agentes públicos efetivos, cedidos e comissionados que compõem ALRN. A metodologia aplicada para atingir os objetivos delineados nesta investigação foi a pesquisa exploratório-descritiva e, quanto ao procedimento, trata-se de um estudo de caso. Utilizou-se a pesquisa quantitativa com aplicação de questionário semiestruturado, construído com base na revisão de literatura concernente ao tema do trabalho e, considerando a pesquisa de clima organizacional aplicada na Câmara dos Deputados por Saback (2011). A pesquisa foi norteada pelo estudo avaliativo das dimensões: Desenvolvimento profissional, Estilo de liderança, Relacionamento e comunicação no ambiente de trabalho, Identidade e compromisso com o trabalho e Cooperação e Sensibilidade no ambiente de trabalho. O resultado apontou a dimensão Desenvolvimento profissional com a menor pontuação no geral, muito embora, por vínculo, os servidores cedidos e comissionados tenham dado boas notas, os servidores efetivos não enxergam a possibilidade de se desenvolver profissionalmente e, a nota baixa atribuída por estes afetou negativamente tal dimensão. Contudo, os gestores devem atentar para essa questão, pelo fato de os servidores efetivos, em tese, serem permanentes no quadro funcional da ALRN, e que essa avaliação denota desmotivação e falta de perspectiva, portanto, desfavorável ao clima. No tocante ao comparativo entre a síntese apresentada no Quadro 11 e por vínculo no Quadro 12, confirma-se uma tendência no ranking, favorável ao clima organizacional, apontada pelos servidores comissionados e cedidos, em face dos efetivos. Porém, deve-se ressaltar que a dimensão Identidade e compromisso com o trabalho foi a mais bem avaliada, a exemplo da variável “Tenho disposição para assumir compromisso com o trabalho, independentemente de cobrança por parte da chefia”, onde os servidores demonstram disposição e compromisso com a instituição. Outro fator positivo que merece destaque, diz respeito ao relacionamento e comunicação, denotado pelo sentimento de harmonia na convivência entre os servidores, independentemente de vínculo, o que revela a forma respeitosa de lidar com a cultura da pluralidade de ideias, fator determinante numa casa política. Portanto, conforme extrato exposto, é perceptível que, entre as cinco dimensões estudadas, quatro delas indicam avaliações positivas ao clima, e por essa razão, conclui-se que após os dados serem apurados e analisados, tem-se como positivo o clima organizacional da ALRN.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DIOGO HENRIQUE HELAL - UFPB
Interno - 2842635 - FABIO RESENDE DE ARAUJO
Presidente - 1750458 - THIAGO FERREIRA DIAS
Notícia cadastrada em: 05/02/2018 21:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao