Banca de DEFESA: JUSSIER DO NASCIMENTO SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JUSSIER DO NASCIMENTO SOUZA
DATA : 06/03/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala D4 - Setor de aulas V
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFPB: ESTUDO DE CASO NO CAMPUS PICUÍ


PALAVRAS-CHAVES:

Assistência Estudantil. Avaliação. Implementação.


PÁGINAS: 126
RESUMO:

Sendo a assistência estudantil uma política pública responsável por estabelecer um conjunto de ações com o intuito de reduzir as desigualdades socioeconômicas e promover a justiça social no percurso formativo de estudantes, torna-se importante avaliá-la para gerar informações possíveis de contribuir com o processo de tomada de decisões dos atores envolvidos com sua implementação. Esta pesquisa avaliou a implementação da política de assistência estudantil do IFPB no Campus Picuí. Para que os objetivos propostos fossem alcançados, utilizou-se uma abordagem quali-quantitativa, de caráter descritivo quanto aos fins e bibliográfico, documental e estudo de caso quando aos meios. Por meio de análise documental, aplicação de questionário e entrevistas semiestruturadas, identificou-se os principais programas implementados no Campus Picuí, descreveu-se a percepção dos atores implementadores da política e retratou-se a visão dos beneficiários. A técnica de entrevista foi utilizada para com os gestores e técnicos envolvidos com o processo de implementação, já a técnica de questionário foi aplicada com os beneficiários da política. Adotou-se o modelo metodológico de avaliação de processos de Draibe (2001) para subsidiar a construção dos resultados desta investigação. Conclui-se que a implementação da política de Assistência Estudantil demanda que a gestão tenha mais diálogo com os atores implementadores; que a gestão busque corrigir as falhas percebidas na comunicação entre gestores e técnicos, para não comprometer o sucesso da política; é necessário que se proceda a seleção dos beneficiários por meio de editais amplamente divulgados; não se pode permitir que os agentes implementadores da política atuem sem a devida capacitação; faz-se necessário que gestores, técnicos e beneficiários sejam avaliados para contribuir com melhorias no processo de implementação da política; e mesmo com uma rubrica específica para a política de Assistência Estudantil dentro do Orçamento da Instituição, os recursos destinados ao Campus Picuí são insuficientes para o alcance do número de estudantes que necessitam ser atendidos pela política. Espera-se que os resultados proporcionados pelo aludido trabalho possam contribuir para o avanço da academia e para a tomada de decisões por parte dos gestores do IFPB.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 345845 - JOMARIA MATA DE LIMA ALLOUFA
Externo à Instituição - LENIN CAVALCANTI BRITO GUERRA - IFRN
Presidente - 010.461.894-92 - RICHARD MEDEIROS DE ARAÚJO - UFRN
Notícia cadastrada em: 14/02/2017 09:03
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao