Banca de DEFESA: ALBERES DE ANDRADE SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALBERES DE ANDRADE SILVA
DATA: 05/09/2014
HORA: 09:00
LOCAL: NEPSA
TÍTULO:

EFICIÊNCIA NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO NORTE: UMA ANÁLISE A PARTIR DO MODELO DEA DAS COMARCAS DO ESTADO.


PALAVRAS-CHAVES:

Administração Pública. MPRN. Eficência. DEA. Malmquist


PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração Pública
RESUMO:

A administração pública brasileira por muito tempo foi vista como uma área estanque, atrasada, engessada, fadada à ineficiência. A partir dos anos 90, a busca de maior eficiência no país, passou a merecer atenção dos pesquisadores da área de gestão pública. O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte é uma das Instituições públicas que têm perseguido este ideal de eficiência. O MPRN tem colocado em prática diversas ações na tentativa de promover o aumento dos índices de eficiência do Órgão. Como exemplo destas ações pode-se citar a Resolução 158/2012-PGJ, publicada em julho de 2012, que aumentou a jornada de trabalho dos servidores da Instituição, além da realização de outras mudanças que visavam o aumento das receitas e diminuição das despesas. Esta dissertação busca analisar a eficiência das Comarcas do Ministério Público do Rio Grande do Norte, antes e após a mudança de horário instituída no Órgão, utilizando o modelo DEA e comparando os resultados com o índice Malmquist. O estudo envolveu 58 Comarcas do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte. Na primeira etapa, foram realizadas avaliações da eficiência das Comarcas do MPRN nos meses de janeiro a julho, referentes aos anos de 2012 e 2013, aplicando a Análise Envoltória de Dados (DEA). Na etapa seguinte, foi utilizado o Índice de Malmquist para identificar a variação da eficiência das Comarcas nos dois períodos analisados. Os resultados apontam para um crescimento na eficiência em mais da metade das Comarcas analisadas, indicando que a mudança no horário de funcionamento do Órgão foi benéfica para o Ministério Público potiguar. As Comarcas de 2ª entrância foram as que apresentaram os melhores resultados. Por outro lado, um percentual significativo de comarcas da 1ª entrância teve seus índices de eficiência diminuídos no segundo período analisado, fazendo com que os piores resultados ficassem com as comarcas que compõem essa classificação administrativa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1543333 - ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
Externo à Instituição - EDWARD MARTINS COSTA - UFC
Presidente - 1510488 - LUCIANO MENEZES BEZERRA SAMPAIO
Notícia cadastrada em: 27/08/2014 15:38
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao