Banca de DEFESA: KALINE SAMPAIO DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KALINE SAMPAIO DE ARAUJO
DATA: 19/05/2014
HORA: 10:00
LOCAL: NEPSA
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DE IMPLEMENTAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA: O caso da SEDIS/UFRN


PALAVRAS-CHAVES:

Políticas públicas. Avaliação de políticas públicas. Avaliação de implementação. Avaliação de processos. Educação a Distância.


PÁGINAS: 119
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração Pública
RESUMO:


A considerável expansão da Educação a Distância (EaD) registrada nos últimos anos no Brasil levanta a importância do debate sobre como vem sendo feita a implementação desta política, para que formuladores e implementadores tomem decisões com maior conhecimento, maximizando resultados, identificando êxitos e superando pontos de estrangulamento. Este trabalho procura avaliar o processo de implementação da política de EaD pela Secretaria de Educação a Distância da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Para isso, buscou-se utilizar uma proposta de avaliação compatível com a referida política, chegando-se à desenvolvida por Sonia Draibe (2001), a qual sugere uma análise denominada anatomia do processo geral de implementação. Para alcançar os objetivos, realizou-se uma pesquisa de caráter qualitativo do tipo estudo de caso, utilizando-se de pesquisa documental e de entrevistas semiestruturadas com três grupos de sujeitos pertencentes à política: gestores, técnicos e beneficiários. Concluiu-se, principalmente, que: o processo de implementação carece de um canal de contato aberto da gestão com os técnicos e beneficiários; a falta de clareza na disseminação de informações entre os técnicos produz ruídos que interferem nos outcomes (produtos); a ausência de divulgação das ações interna e externamente contribui com a perpetuação do preconceito em relação à modalidade a distância; utilizar critérios de seleção pautados na competência e no mérito contribui para formar um corpo de técnicos habilitados para exercer a sua função dentro da política; uma instituição que não capacita técnicos gera lacunas que possivelmente irão se transformar em falhas de execução da política; todos os sujeitos envolvidos na política necessitam de avaliações internas para contribuir com melhorias no processo de implementação, no entanto, abre-se uma lacuna entre os sujeitos caso não haja a socialização dos resultados; a existência de uma instância interna que gerencie os recursos financeiros e balanceie o orçamento oriundo dos diferentes programas mantenedores é fundamental; os consórcios entre IES e municípios nos polos de apoio presencial se revelam como um ponto de estrangulamento do processo, pois os beneficiários ficam expostos à inconstância e à falta de compromisso das prefeituras nestes locais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 345845 - JOMARIA MATA DE LIMA ALLOUFA
Interno - 350499 - DINAH DOS SANTOS TINOCO
Externo à Instituição - MARCOS ANTONIO MARTINS LIMA - UFC
Notícia cadastrada em: 06/05/2014 14:17
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao