Banca de DEFESA: LEIDIAN ARAGÃO TORRES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEIDIAN ARAGÃO TORRES
DATA : 31/05/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do CT
TÍTULO:

PRODUÇÃO IMOBILIÁRIA E EQUIPAMENTOS URBANOS: RELAÇÕES DE ATRATIVIDADE NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Mercado Imobiliário. IES. Hospitais. Shoppings centers. SIG.


PÁGINAS: 138
RESUMO:

Os equipamentos urbanos são elementos essenciais na vida cotidiana da população em geral. É por meio deles que a cidade pode proporcionar maior qualidade de vida aos seus habitantes seja através do acesso à educação, saúde, comércio, etc. No entanto, nas cidades brasileiras, a distribuição dos equipamentos ainda ocorre de maneira desigual, reforçando as desigualdades socioeconômicas e afetando negativamente uma significativa parcela da população. Partindo do pressuposto que a promoção imobiliária procura aproximar seus empreendimentos desses equipamentos, a fim de agregar externalidades de vizinhança e valorizar seus produtos, coloca-se como questão de
pesquisa: existe de fato atratividade entre a produção imobiliária e os equipamentos urbanos? O estudo então foca nas Instituições de Ensino Superior, Hospitais e Shoppings Centers. Para atingir tal objetivo, aponta-se o uso de ferramentas de visualização espacial como o ArcGIS®, capaz de espacializar, manipular e criar mapas de distribuição que auxiliam na análise do entorno dos equipamentos. Os dados utilizados sobre as incorporações imobiliárias são coletados nos cartórios da cidade cujas características levantadas são: no de unidades abitacionais, verticalização e padrão; de outra parte, aqueles sobre os equipamentos urbanos são levantados nos bancos Cadastro e-MEC, CNES e ABRASCE. Como resultados nota-se que: as instituições de ensino são os equipamentos que concentram maior quantidade de unidades habitacionais no seu entorno; os hospitais estão dispostos na região mais verticalizada e com mais alto padrão dos empreendimentos – a zona leste; os shoppings estão situados entre os pontos de maior concentração de unidades; e, as zonas norte e oeste são as regiões mais carentes em equipamentos. Por fim, conclui-se que o estudo contribui no planejamento da distribuição de novos equipamentos urbanos e entende-se que os promotores concentram os empreendimentos onde essa oferta é maior.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149445 - LUIZ ALESSANDRO PINHEIRO DA CAMARA DE QUEIROZ
Interna - 1717461 - LUCIANA DE FIGUEIREDO LOPES LUCENA
Externa à Instituição - TAMMS MARIA DA CONCEICAO MORAIS CAMPOS - UFERSA
Notícia cadastrada em: 31/05/2019 09:25
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao