Banca de DEFESA: JÔNATAS MACÊDO DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JÔNATAS MACÊDO DE SOUZA
DATA : 11/03/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CT
TÍTULO:

TIJOLOS DE SOLO-CIMENTO PRODUZIDOS COM MANIPUEIRA EM SUBSTITUIÇÃO À ÁGUA



PALAVRAS-CHAVES:

Manipueira, resíduos agroindustriais, tijolo maciço, solo-cimento, sustentabilidade.


PÁGINAS: 62
RESUMO:

A indústria da construção civil é, reconhecidamente uma das maiores consumidoras dos
recursos naturais existentes no planeta. A quantidade de pesquisas que visam a redução
dos impactos causados pelo setor, têm crescido consideravelmente nos últimos anos. O
desenvolvimento de novos materiais de construção, que contribuam para a redução dos
impactos ambientais no setor, ao mesmo tempo que atendam as normas vigentes tem
sido um ponto debatido e estudado por pesquisadores. Um desses materiais é o tijolo de
solo-cimento, considerado um tijolo ecológico e que tem apresentado um enorme
potencial para incorporação de resíduos de diversas indústrias, que precisam de estudos
para tratamento e/ou reutilização como, resíduos cerâmicos, casca de arroz, resíduo de
garrafa PET, etc. Um passivo ambiental que necessita de pesquisas para que seja
reaproveitado, é a manipueira, um subproduto industrial (efluente), proveniente da
prensagem de mandioca em casas de farinha, que possui um grande poder de
degradação, devido a sua alta toxicidade e concentração de matéria orgânica. Alguns
autores têm pesquisado soluções alternativas para tratamento ou destinação desse
resíduo, sendo a produção de tijolos uma delas. Diante disso, essa pesquisa teve como

objetivo avaliar as propriedades físicas, mecânicas e microestruturais de tijolos maciços
de solo-cimento, produzidos com manipueira em substituição à água. Após a
caracterização dos materiais que compõem as formulações de solo-cimento,
planejamentos experimentais fatoriais completos 2 k , com 3 repetições no ponto central,
foram elaborados a fim de reduzir a quantidade de amostras fabricadas. As faixas dos
materiais utilizados foram definidas em 6% e 12% de cimento, 0% e 100% de
manipueira em substituição à água e a idade dos ensaios aos 7, 28 e 49 dias. Assim,
foram estudadas 5 formulações. Os ensaios de resistência à compressão, foram
realizados aos 7, 28 e 49 dias. E os ensaios de absorção de água e durabilidade
modificada, foram realizados aos 7 dias. Em idade posterior a microestrutura dos tijolos
com 12% de cimento e 0% e 100% de manipueira e 9% de cimento e 50% de
manipueira, foi estudada por meio de ensaios de difração de raios-X e microscopia
eletrônica de varredura (MEV). A formulação 12% de cimento e 100% de manipueira,
apresentou o melhor resultado no ensaio de resistência à compressão, aos 7 dias,
atingindo 4,9 MPa. No ensaio de absorção de água, a mesma formulação também
apresentou o melhor desempenho com uma absorção de 13,45%. Em relação ao ensaio
de durabilidade modificada, a composição 6% de cimento e 100% de manipueira foi a
que teve menor perda de massa, com 0,4%. Nos ensaios de difração de raios-X foi
possível identificar as fases caulinita, quartzo, calcita, CASH (silicato aluminato de
cálcio hidratado) e CSH (silicato de cálcio hidratado) em todas as amostras analisadas.
No MEV, foi possível verificar a boa densificação das amostras, as partículas de solo e
estruturas típicas do CSH. Vale ressaltar que os tijolos produzidos com manipueira
apresentaram resultados superiores a aqueles aferidos nas formulações que não
utilizaram o resíduo. É possível concluir que, os resultados demonstram a viabilidade
técnica da utilização de manipueira em substituição à água na produção de tijolos de
solo-cimento, para utilização em alvenarias sem função estrutural.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 671.403.354-00 - KLEBER CAVALCANTI CABRAL - UFERSA
Interna - 1717461 - LUCIANA DE FIGUEIREDO LOPES LUCENA
Externo à Instituição - VAMBERTO MONTEIRO DA SILVA - IFPB
Presidente - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 01/03/2019 11:24
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao