Banca de DEFESA: NAYARA JHÉSSICA MARQUES DA FONSÊCA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NAYARA JHÉSSICA MARQUES DA FONSÊCA
DATA : 26/03/2018
HORA: 09:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

POTENCIAL DE SUBSTITUIÇÃO DO CIMENTO PELA CAL EM TIJOLOS DE SOLO-CIMENTO COM INCORPORAÇÃO DE RESÍDUO CERÂMICO



PALAVRAS-CHAVES:

Construção civil; resíduo cerâmico; resistência mecânica; durabilidade; microestrutura



PÁGINAS: 82
RESUMO:

A construção civil é uma importante indústria no sistema econômico em que está inserida. Além de gerar emprego e renda, o setor também contribui modificando o cenário natural para garantir à sociedade moradia, segurança e bem-estar. No entanto, os altos índices de recursos naturais utilizados pela construção, bem como as grandes quantidades de resíduos gerados por ela, trazem grande preocupação referente ao impacto ambiental negativo gerado e às graves consequências. Tendo em vista o alto consumo energético no processo de fabricação do cimento, as grandes quantidades de CO2 emitidas durante a queima do clínquer, a disponibilidade de cal hidratada na região Nordeste do Brasil e ainda, o alto índice de perdas que envolve os blocos cerâmicos utilizados em alvenarias de vedação, esse trabalho avaliou o potencial de substituição do cimento pela cal em tijolos de solo-cimento com incorporação de resíduo cerâmico (RC). Foram desenvolvidas composições ternárias de solo + 12% cimento + 4% RC, solo + 12% cal hidratada + 4% RC, quaternárias de solo + 6% cimento + 6% cal hidratada + 4% RC. As composições também foram formuladas sem adição de RC para servirem como referência e possibilitar a análise da influência do resíduo sobre o comportamento dos tijolos produzidos. Após os processos de prensagem e cura dos tijolos, estes foram submetidos a ensaios de resistência mecânica, absorção de água e durabilidade modificada. Em seguida, analisou-se a microestrutura desses materiais através de Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e Difração de raios X (DRX) das superfícies de fratura. Dados os teores de sílica e alumina presentes, tanto no solo empregado, como no resíduo cerâmico finamente moído, ocorre a chamada reação pozolânica, em que o hidróxido de cálcio resultante da hidratação do cimento e/ou da cal reage com os compostos químicos anteriormente citados, formando silicatos e aluminatos de cálcio hidratados que contribuem para a melhoria das propriedades físicas e mecânicas das composições estudadas. Nesse contexto, era esperado que os tijolos produzidos apresentassem boas condições de resistência a compressão simples, absorção de água e durabilidade em acordo com recomendações das Normas vigentes para tijolos em aplicação não estrutural. Os resultados experimentais constataram que a composição ternária solo + 12% cimento + 4% RC apresentou valores mais significativos.  Entre as misturas quaternárias, a formulação solo + 6% cimento + 6% cal e 4% RC apresentou o melhor desempenho.



MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREZA KELLY COSTA NOBREGA - UFERSA
Externo ao Programa - 2331385 - JAQUELIGIA BRITO DA SILVA
Externo à Instituição - VAMBERTO MONTEIRO DA SILVA - IFPB
Presidente - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 20/02/2018 11:16
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao