Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO DAS CHAGAS DA COSTA FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO DAS CHAGAS DA COSTA FILHO
DATA: 14/03/2016
HORA: 08:30
LOCAL: Setor IV - Bloco C, Sala 2
TÍTULO:

Estudo de viabilidade técnica do uso de resíduos oriundos do beneficiamento de scheelita na composição de concretos asfálticos.


PALAVRAS-CHAVES:

Mina Brejuí; Concreto Asfáltico; Mineração Tomaz Salustino S/A.


PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Construção Civil
ESPECIALIDADE: Materiais e Componentes de Construção
RESUMO:

A produção mineral brasileira é uma atividade de suma importância para a economia do país, visto que além de contribuir para o produto interno brasileiro – PIB, a mesma é responsável pela geração de muitos empregos diretos e indiretos. A mineração Tomaz Salustino S/A (Mina Brejuí) é uma grande representante nordestina deste setor. Dados de 2012 demonstram que a produção da Mina Brejuí era em torno de 20 toneladas mensais (MACHADO, 2012), representando mais de 300 empregos gerados, além do desenvolvimento do município em que está situada. Porém, devido a produção, desde 1943, são geradas toneladas de resíduos, e atualmente estima-se que no entorno da mineração existe cerca de 7 milhões de toneladas (4,5 milhões da fração grossa e 2,5 milhões da fração fina), e estes são dispostos em pilhas e bacias de resíduos, gerando diversos impactos ambientais, como a modificação da paisagem local. Tendo em vista esta disposição inadequada, aliada a grande extração de matéria-prima para compor as camadas de revestimentos de pavimentos, fazendo-se uso de agregados naturais, justifica-se o presente estudo, visto que é necessário propor uma resolução para estas problemáticas. Esta pesquisa visa avaliar a viabilidade técnica dos resíduos provenientes da Mina Brejuí na composição de concretos asfálticos, em substituição ao agregado miúdo natural pela fração grossa do resíduo, e do fíler convencional pela fração fina do resíduo. Espera-se através desta pesquisa, encontrar o teor de ligante ótimo que promova uma boa adesividade, que impeça a desagregação dos materiais e a infiltração de água; além disso, espera-se o desenvolvimento de um revestimento durável e estável as cargas estáticas e dinâmicas provenientes das solicitações externas e às mudanças climáticas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1222082 - ADA CRISTINA SCUDELARI
Interno - 022.937.264-36 - ANDREZA KELLY COSTA NOBREGA - UFERSA
Externo ao Programa - 028.307.994-02 - ENIO FERNANDES AMORIM - IFRN
Notícia cadastrada em: 08/03/2016 10:15
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao