Banca de DEFESA: TAHYARA BARBALHO FONTOURA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAHYARA BARBALHO FONTOURA
DATA: 20/02/2015
HORA: 14:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

COMPORTAMENTO TENSÃO - DEFORMAÇÃO E RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO DE UMA AREIA DE DUNA CIMENTADA ARTIFICIALMENTE


PALAVRAS-CHAVES:

Solo Cimentado; Ensaios Triaxiais; Compressão Simples.


PÁGINAS: 162
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Geotécnica
ESPECIALIDADE: Mecânicas dos Solos
RESUMO:

Nas últimas décadas vários trabalhos vêm sendo realizados no sentido de compreender o comportamento dos solos com cimentação (natural ou artificial) entre as partículas. As areias, objeto de estudo desse trabalho, geralmente apresentam boa capacidade de suporte. Entretanto, às vezes se faz necessária a realização de melhoramento do solo, para aumento da capacidade de suporte ou mesmo de se considerar o efeito da cimentação natural que ocorre em algumas areias. Para isso, é necessário que se compreenda o comportamento mecânico dos solos cimentados. O objetivo geral deste estudo foi descrever o comportamento tensão - deformação - resistência de uma areia originária de Dunas de Natal cimentada artificialmente através de ensaios de compressão simples e ensaios de compressão triaxial drenados. Foi avaliada a influência do teor de cimento, da umidade de moldagem, do índice de vazios e da tensão confinante sobre a resistência e verificada a validade do uso do fator vazios/cimento na estimativa da resistência à compressão simples, da resistência ao cisalhamento em condições drenadas e do comportamento tensão-deformação. As amostras dos ensaios de compressão simples foram moldadas com diferentes teores de umidade de moldagem (6%, 9% e 12%) e diferentes teores de cimento (2,5%; 5,0%; 7,5% e 10%). Nos ensaios de compressão triaxial, todas as amostras foram moldadas na umidade de 6%, com três índices de vazios (0,6; 0,7 e 0,8) e quatro teores de cimento (0,0%; 2,5%; 5,0% e 7,5%), sendo rompidas sob diferentes tensões confinantes (50, 100, 200 e 300 kPa).  O agente cimentante utilizado foi o Cimento Portland de Alta resistência inicial resistente aos sulfatos (CP-V ARI – RS). Concluiu-se que, a resistência a compressão simples cresce com o aumento do teor de cimento e com a diminuição da umidade de moldagem. Quanto a resistência ao cisalhamento, verificou-se que esta aumenta com o aumento da quantidade de cimento e com a diminuição do índice de vazios. Percebeu-se ainda que a variação nos valores de ângulo de atrito não se mostrou tão significativa quanto a variação da coesão. Por fim, foi verificado que o fator vazios/cimento mostrou-se ser um parâmetro muito eficaz e confiável na previsão do comportamento da areia de Natal para dosagem de solo-cimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1222082 - ADA CRISTINA SCUDELARI
Externo à Instituição - RICARDO NASCIMENTO FLORES SEVERO - IFRN
Externo à Instituição - ROBERTO COUTINHO - UFRJ
Notícia cadastrada em: 02/02/2015 16:53
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao