Banca de DEFESA: PAULA FERNANDA BRANDAO BATISTA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULA FERNANDA BRANDAO BATISTA DOS SANTOS
DATA: 27/03/2013
HORA: 15:30
LOCAL: Auditório de Antropologia (Sala C5 do Setor II)
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA NO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Programa Saúde da Família. Avaliação de impacto. Políticas públicas.


PÁGINAS: 236
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O Programa (Estratégia) Saúde da Família implantado nos municípios brasileiros a partir de 1994 representa hoje a proposta mais promissora para se promover as mudanças necessárias nos sistemas municipais de saúde, de forma a permitir o acesso universal à assistência à saúde, a integralidade, a equidade e promover o controle social, conquistas previstas pelo processo de reforma sanitária e incorporados aos princípios do SUS. No entanto, muitos são os desafios impostos para que o PSF possa provocar estes avanços. Neste estudo procuramos responder ao seguinte problema de pesquisa: quais são os resultados do Programa Saúde da Família em relação aos beneficiários dos sistemas no nível local?  Para tanto temos como objetivo principal avaliar os resultados do Programa Saúde da Família nos municípios do Rio Grande do Norte. Temos como objetivo específico: aferir os resultados estritos, efeitos e impactos decorrentes da PSF no município. O presente estudo trata-se de uma pesquisa de avaliação do tipo de impacto, desenvolvida a partir do estudo de casos múltiplos com abordagem quanti-qualitativa. Os critérios que serão utilizados para aferição dos resultados serão a eficácia e a efetividade.  Os níveis de realização a serem investigados no PSF são: os resultados estritos, os efeitos e os impactos. A amostra dos municípios ficou constituída por: Acari e Taipu (municípios de pequeno porte); Santa Cruz e Canguaretama (municípios de médio porte); Mossoró e Natal (municípios de grande porte). Os sujeitos da pesquisa serão usuários e profissionais de saúde. Os instrumentos para coleta de dados serão os questionários e roteiros de entrevistas a serem aplicados aos sujeitos da pesquisa e um roteiro para visita de campo. A análise dos dados será realizada através da estatística descritiva e da análise comparada a partir do modelo lógico/ modelo teórico do programa. Com este trabalho acreditamos estar contribuindo com o conhecimento necessário sobre as mudanças advindas com o programa, de forma que as mesmas possam subsidiar o processo de formulação de novas políticas e programas de saúde, impulsionando o processo de reforma sanitária brasileira.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149332 - LINCOLN MORAES DE SOUZA
Interno - 1475558 - LORE FORTES
Interno - 346708 - VANIA DE VASCONCELOS GICO
Externo ao Programa - 347162 - ROSANA LUCIA ALVES DE VILLAR
Externo à Instituição - LENILDE DUARTE DE SÁ - UFPB
Externo à Instituição - MOEMIA GOMES DE OLIVEIRA MIRANDA - UERN
Notícia cadastrada em: 25/03/2013 10:10
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao