Banca de DEFESA: BETANIA MARIA FRANKLIN DE MELO SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BETANIA MARIA FRANKLIN DE MELO SILVA
DATA: 20/12/2012
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório de História
TÍTULO:

Lévi-Strauss: mito e música entre o largo e o prestíssimo


PALAVRAS-CHAVES:

Mito; Música; Formas-Musicais; Narrativas; Análise.


PÁGINAS: 228
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

É um trabalho que vem sendo construído  através do estudo das Mitológicas - Tetralogia de Claude Lévi-Strauss - onde o autor afirma que a linguagem dos mitos, Ameríndios do Sul, através das narrativas são compreendidas como uma partitura  musical. Com esta mensagem procuramos investigar, na grandeza do estudo antropológico, onde a música se insere na escrita levistraussiana. E, os termos dados em oposição, ou em contrastes, ou em simetria, presentes como: O cru e o cozido e Do mel às cinzas que são os nomes dos primeiros volumes,  discorridos nos mitos, podem inicialmente então ser contextualizados com os andamentos musicais em extremos, como é o largo - sendo o andamento mais lento - e o prestíssimo, designando o mais rápido entre todos. A linguagem  musical, para o autor está relacionada  no entendimento dos mitos e  as formas de composição são estruturas indicativas. Entre todas descritas nos capítulos da obra, estudaremos para análise mito e música, as formas: sonata, fuga e tema com variações.  A destacada  obra de Richard Wagner, O anel dos Nibelungos, é um tema que privilegia o estudo mito e música, por Lévi-Strauss, faremos também reflexões. Como uma linguagem  da cultura de tradição temas como: incesto, violência, assassinato, regras de condutas sociais, nas narrativas, podem fazer dialogar com a música? O trabalho, em momentos, reúne diálogo com a obra, Os fundamentos  racionais e sociológicos da música, em Max Weber; o Totemismo em Émile Durkheim na sonoridade do escritor Lévi-Strauss; e com demais interlocutores sobre música, como: Jean StarobinsKi na Ópera, Arnold Schoenberg no dodecafonismo, Ludwig van Beethoven na sonata, Johan Sebastian Bach na fuga, e  ainda, o filósofo contemporâneo, Peter Sloterdijk.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1501788 - ALEXSANDRO GALENO ARAUJO DANTAS
Interno - 345835 - JOSE WILLINGTON GERMANO
Interno - 6348127 - JOSIMEY COSTA DA SILVA
Externo à Instituição - HERMANO MACHADO FERREIRA LIMA - UECE
Externo à Instituição - MARIA LÚCIA PASCOAL - UNICAMP
Notícia cadastrada em: 10/12/2012 08:41
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao