Banca de DEFESA: BRUNO SERGIO FRANKLIN FARIAS GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO SERGIO FRANKLIN FARIAS GOMES
DATA: 14/03/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório B do CCHLA
TÍTULO:

TÍTULO:

"A EXPERIÊNCIA HUMANA COMO ESTRATÉGIA: a comunicação como jogo & o jogo como comunicação".


PALAVRAS-CHAVES:

Comunicação, complexidade, jogo, experiência.


PÁGINAS: 102
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Sociologia do Conhecimento
RESUMO:

Na interface Ciências Sociais e Comunicação a dissertação expõe uma discussão sobre a Comunicação Social como área de conhecimento e discute as bases fenomenológicas da produção de significado utilitário sobre o mundo. Para dar conta dessa reflexão tem-se como referência o filme Quem quer ser um milionário? do diretor Danny Boyle. A experiência vivida pelo personagem principal do longo Jamal Malik serve de apoio para seu sucesso num programa televisivo cujos desafios consegue vencer um a um e tornar-se um milionário. O filme, e por conseqüência a trajetória de Jamal, é o operador cognitivo para apresentar a estratégia do personagem em transformar seu conhecimento experimental em conhecimento pertinente, objetivo. A pesquisa serve de base para oferecer o argumento central de que só existe conhecimento por meio da experiência vivida. A partir dessa concepção, a comunicação é vista neste ensaio por intercruzamentos de caminhos e nós que se assemelham a um rizoma onde cada construção de sentido, cada palavra que ganha significação representa diversas ligações a um desses nós sistêmicos. Asseguramos que a comunicação é uma condição sine qua non aos humanos e pode ser compreendida pelo paradoxo natural-artifical. É deste paradoxo que apresentamos uma contribuição da complexidade da comunicação acreditando de forma dialógica que existe sim uma condição inata da comunicação (e mesmo pós-humana) concomitantemente com a hipótese da artificialidade comunicacional. Corroboramos com a idéia de que o conhecimento fenomenológico da comunicação é um jogo da construção cientifica. E, portanto, um jogo da humanidade. Neste mesmo jogo podemos compreender a comunicação por intermédio de alguns macro-conceitos da complexa atividade de comunicar (retroalimentação, recursividade e holograma) constelando assim uma estratégia de ligação/estimulo/resposta que nos permite conhecer bem e saber organizar melhor o conhecimento adquirido na prática. A dissertação tem como interlocutores principais Claude Lévi-Strauss, Edgar Morin, Jean-Marie Pelt, Norval Baitello Junior e Vilém Flusser entre outros.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347048 - MARIA DA CONCEICAO XAVIER DE ALMEIDA
Interno - 1501788 - ALEXSANDRO GALENO ARAUJO DANTAS
Externo à Instituição - NORVAL BAITELLO JUNIOR - PUC - SP
Notícia cadastrada em: 13/02/2012 12:09
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao