Banca de DEFESA: LEON KARLOS FERREIRA NUNES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEON KARLOS FERREIRA NUNES
DATA : 23/12/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência (Google Meet)
TÍTULO:

CUBA EM TRANSIÇÃO: ECONOMIA E SOCIEDADE APÓS UMA DÉCADA DE REFORMAS


PALAVRAS-CHAVES:

Cuba; modelo de desenvolvimento; socialismo de mercado.


PÁGINAS: 201
RESUMO:

Tendo como marcos fundamentais a ascensão de Raúl Castro em 2008 e o VI Congresso do Partido Comunista de Cuba (PCC) em 2011, Cuba tem passado por um processo paulatino de reformas econômicas, em geral apresentadas como atualização do modelo de desenvolvimento, gerando profundos efeitos na estrutura socioeconômica do país, com a ascensão de novos grupos sociais, e, junto com eles, novas subjetividades. Diante desse quadro, um problema se manifesta: como se constitui a sociedade cubana hoje? O presente projeto surge com o propósito de discutir essa questão, especialmente num cenário que já soma uma década de reformas. Como objetivos específicos, procuramos elaborar um panorama conceitual que permita compreender a dinâmica da realidade cubana (isto é, essa realidade enquanto processo histórico) a partir de referenciais clássicos e contemporâneos do materialismo histórico; identificar a base material do socialismo cubano, a partir de um quadro econômico e administrativo do país; entender o papel do Estado na condução do país hoje e na garantia de direitos e subsídios sociais; e, finalmente, apontar os grupos sociais presentes hoje no país, contemplando aí suas disputas hegemônicas e as subjetividades emergentes. Nossa hipótese central reside na premissa de que os grupos sociais emergentes não são incompatíveis com o atual modelo, mas à medida que assumam papéis crescentes na vida econômica, deve crescer a pressão por uma abertura cada vez mais intensa ao mercado. Esse estudo envolveu pesquisa bibliográfica, documental, análise de dados primários e entrevistas semiestruturadas. Periódicos especializados no campo das ciências sociais em Cuba foram muito importantes, bem como anuários estatísticos acerca da economia e da sociedade cubana. O estudo demonstrou que, apesar da grande diversidade de atores e de perspectivas presentes na sociedade cubana atualmente e das desigualdades sociais geradas pelo bloqueio e pela abertura econômica, não há incompatibilidades entre a existência de determinados grupos sociais e o modelo de socialismo combinado com mercado que hoje está vigente na ilha.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6347248 - JOSE ANTONIO SPINELI LINDOZO
Interno - 1524290 - ALAN DANIEL FREIRE DE LACERDA
Interno - 1081965 - CARLOS EDUARDO FREITAS
Externa à Instituição - ANA MARIA MORAIS COSTA - UERN
Externo à Instituição - RAIMUNDO NONATO CUNHA DE FRANCA - UNEMAT
Notícia cadastrada em: 14/12/2021 12:02
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao