Banca de DEFESA: ALESSANDRO DE OLIVEIRA APOLINARIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALESSANDRO DE OLIVEIRA APOLINARIO
DATA : 27/08/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Videoconferência (https://meet.google.com/sub-bwvx-bdn)
TÍTULO:

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS E PESQUISA-AÇÃO COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL DE TEMPO INTEGRAL VEREADOR JOSÉ MOACIR DE OLIVEIRA EM SÃO GONÇALO DO AMARANTE/RN


PALAVRAS-CHAVES:

 Direitos Humanos; Educação; Pesquisa-ação; Ideologia de Gênero; Conservadorismo.


PÁGINAS: 121
RESUMO:

As disputas sobre o tema dos Direitos Humanos perpassam toda a esfera pública brasileira. Na dimensão da cidadania ela se institucionaliza na República brasileira por meio da legislação e nas escolas a partir do fortalecimento da Educação em Direitos Humanos, sob uma ambivalência entre “respeito e cidadania” (HONNETH, 2018).   Por meio da pesquisa-ação e da execução de dois planos de intervenção junto aos alunos da Escola de Tempo Integral Vereador José Moacir de Oliveira em São Gonçalo do Amarante/RN, em conjunto com os docentes da escola, começamos a introduzir as questões da diversidade e entender suas buscas por “direitos e reconhecimentos” (HONNETH, 2018), em um debate sobre as várias violações de direitos às quais cotidianamente estamos submetidos.  Ou seja, diante de temas em disputas e a partir desse microcosmo escolar e das influências que vem das “esferas pública e privada” (HABERMAS, 2014), a pesquisa procurou contar a história dos agentes que formam o espaço público docente/discente da escola pesquisada e que também participam do debate público brasileiro, bem como a presente pesquisa introduziu no cotidiano escolar um fértil debate sobre as violações dos Direitos Humanos, por meio das oficinas sobre gênero, sexualidades e sobre filosofia política a partir de problemáticas como a maioridade penal e das violências que atingem nossos jovens.  Diante do cotidiano escolar, a proposta dessa pesquisa foi contribuir e evidenciar como se formam nos alunos as opiniões sobre as variadas temáticas dos Direitos Humanos, bem como trazer à luz as disputas atuais entre progressistas e conservadores, girando em torno de problemas da nossa esfera privada e dos costumes por meio do espaço escolar.  Assim, percebemos que os resultados ratificaram o debate atual da esfera pública brasileira, a partir das disputas sob os temas capitais que versam sobre o autoritarismo e a política, bem como sobre os gêneros e a sexualidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1475558 - LORE FORTES
Interna - 1164161 - IRENE ALVES DE PAIVA
Externo à Instituição - ANTONIO JANIO FERNANDES - UERN
Notícia cadastrada em: 25/08/2020 08:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao