Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO DE ASSIS KUHN MAGALHAES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCO DE ASSIS KUHN MAGALHAES
DATA : 23/05/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório D do CCHLA
TÍTULO:

VENEZUELA SOB O GOVERNO MADURO: CERCO IMPERIALISTA E SOBREVIVÊNCIA POLÍTICA (2013-2019)


PALAVRAS-CHAVES:

Venezuela; chavismo; Nicolás Maduro; imperialismo.


PÁGINAS: 43
RESUMO:

Este trabalho é um estudo de caso a respeito da Venezuela que emerge no cenário internacional a partir de 2013, ano do falecimento de Hugo Rafael Chávez Frias, principal liderança do processo político conhecido como Revolução Bolivariana. Não obstante ter sido eleito para mais um mandato em 2012, Chávez sucumbiria a um câncer no ano seguinte, antes de tomar posse. Conforme previsão constitucional, novas eleições foram chamadas, e Nicolás Maduro Moros, sucessor político de Chávez, sai vitorioso. A margem estreita, em relação ao segundo colocado no sufrágio de 2013, é utilizada como pretexto, pela oposição de direita e seus aliados estrangeiros, para uma contestação da legitimidade do processo. Desde o ínicio de sua gestão, Maduro se depara não apenas com uma crise econômica, decorrente da queda dos preços do petróleo, mas também com uma oposição ferrenha, a qual obteve fortalecimento a partir das eleições de 2015, quando conquistou a maioria das cadeiras na Assembleia Nacional. No âmbito da América do Sul, um giro à direita, em países como Argentina, Brasil e Equador, encetou um processo inédito de isolamento político e diplomático do país caribenho. Tal mudança regional, combinada ao aprofundamento das sanções econômicas por parte dos Estados Unidos, encorajou variados empreendimentos golpistas, e robusteceu os problemas enfrentados pelos venezuelanos. É diante desse complexo contexto de crise que este trabalho pretende entabular seu esforço analítico. Por meio de uma pesquisa de natureza qualitativa e de uma abordagem exploratória se buscará a resposta para o seguinte questionamento: na luta pela sobrevivência política do projeto bolivariano, qual a caracterização das medidas de resistência do atual governo venezuelano diante das adversidades internas e externas? A obtenção dos dados ocorrerá por meio da combinação de duas técnicas de coleta: a pesquisa bibliográfica e a documental. O objetivo geral é construir uma análise do chavismo no período Nicolás Maduro, a margem temporal vai de 2013 até 2019. Os objetivos específicos consistem em: a) descrever, de modo sistematizado e cronológico, o cenário político interno e regional com o qual se depara a Venezuela na gestão Nicolás Maduro; b) Revisar o conceito de imperialismo e as atuais elaborações a respeito do que vem a ser multipolaridade; c) analisar as principais medidas do governo Maduro nos campos político, econômico e social. Se buscará confirmar a hipótese de que parte das opções políticas feitas pelo chavismo envereda por escolhas que já se mostraram equivocadas em outras experiências da esquerda ao longo do século passado. Entre as tais, destacam-se a insistência em alianças com setores da chamada burguesia nacional, e o estabelecimento de alianças pragmáticas no âmbito internacional, escoradas no argumento da construção de um suposto campo anti-imperialista, o que se manifesta sob um ideário vago, que gira em torno da defesa de uma multipolaridade mundial.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1517561 - GABRIEL EDUARDO VITULLO
Interna - 053.966.074-40 - JÓRISSA DANILLA NASCIMENTO AGUIAR - UFRN
Externo ao Programa - 1675519 - SEBASTIAO LEAL FERREIRA VARGAS NETTO
Notícia cadastrada em: 17/05/2019 14:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao