Banca de QUALIFICAÇÃO: KARLA DANIELLE DA SILVA SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KARLA DANIELLE DA SILVA SOUZA
DATA : 26/02/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório E do CCHLA
TÍTULO:
CONSERVADORISMO, NEOLIBERALISMO E EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL (2013-2018)

PALAVRAS-CHAVES:

Conservadorismo; neoliberalismo; Educação Básica.


PÁGINAS: 98
RESUMO:

O presente trabalho tem como proposta compreender a nova configuração política que vem sendo desenhada no Brasil nos últimos cinco anos (2013-2018) a partir da emergência do conservadorismo em um contexto de neoliberalismo. Essa pesquisa tem um caráter histórico, pois trata-se de uma reconstituição dos fatos que vêm se desenvolvendo até o momento atual. Para explicar a trajetória do tema dessa pesquisa, procurei elencar alguns eventos históricos que contribuíram para a constituição do atual quadro político, econômico e social, como: as Jornadas de Junho de 2013, os Protestos de 2015, o processo de impeachment de Dilma Rousseff e as eleições de 2018. Além disso, trouxe algumas reflexões acerca do governo neoliberal no Brasil desde Fernando Collor de Melo até a transição entre os governos de Michel Temer e Jair Bolsonaro. Parto da concepção de que vivemos em uma época de ascensão de valores conservadores de cunho liberal. Minha compreensão é que há, nas raízes culturais brasileiras, um conservadorismo que sempre esteve presente nos discursos e práticas, mas que a partir dos eventos de 2013 está em ascensão combinado ao neoliberalismo em expansão. A metodologia de pesquisa utilizada até esta etapa da pesquisa se constitui em três eixos principais: a) discussão teórica e revisão bibliográfica, b) análise de documentos oficiais (Programa de governo do MDB, Programa de governo de Jair Bolsonaro, Projeto “Escola sem Partido”, Medida Provisória 746/2016, Emenda Constitucional 95/201, Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e alguns pontos da própria Constituição Federal), c) Sistematização de dados levantados em documentos e relatórios sobre educação, neoliberalismo e violência. E análise de revistas e notícias dos principais veículos midiáticos. Da fundamentação teórica, entre muitos autores, destaco: Althusser (1985), Arendt (1989), Borón (1994, 2008), Cambi (1999), Fontes (2010), Freire (1987, 1996, 2003), Frigotto (2001), Germano (2011), Konder (1977), Löwy (2015,2016), Miguel (2004), Miguel e Biroli (2017), Neves (2010), Silva (2010), Silva et al (2014), Singer (2012), Souza (2016 e 2017b), Souza (2017a), Teixeira (1956, 1969) e Vitullo (2011). As reflexões até o presente momento sinalizam para a percepção de que há, de fato, uma nova fase na história do Brasil marcada por uma volta do conservadorismo revestido de ódio e intolerância ao “diferente” aliado à lógica neoliberal que afeta diretamente o campo da educação básica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149568 - ANA LAUDELINA FERREIRA GOMES
Interno - 008.055.544-67 - FAGNER TORRES DE FRANÇA - UFRN
Externo ao Programa - 4881313 - ANDERSON CRISTOPHER DOS SANTOS
Externo à Instituição - HERMANO MACHADO FERREIRA LIMA - UECE
Notícia cadastrada em: 18/02/2019 11:22
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao