Banca de DEFESA: ZILDENICE MATIAS GUEDES MAIA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ZILDENICE MATIAS GUEDES MAIA
DATA : 30/07/2018
HORA: 14:00
LOCAL: a definir
TÍTULO:

CIRCUITOS CURTOS COMO ESTRATÉGIA DE MANUTENÇÃO DA AGRICULTURA CAMPONESA: A FEIRA AGROECOLÓGICA DE MOSSORÓ-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Feira agroecológica; agricultura familiar; mercados agroalimentares.


PÁGINAS: 117
RESUMO:

O objetivo desta pesquisa é compreender em que medida as feiras agroecológicas enquanto circuitos curtos de comercialização tem se forjado como estratégias para a construção e manutenção de um modelo de agricultura sustentável capaz de contribuir com a segurança alimentar de agricultores, agricultoras e consumidores e, ao mesmo tempo, colocarem em curso novas formas de produção e consumo alimentar. O estudo tem como referencia empírica a experiência da Feira Agroecológica de Mossoró, composta de agricultores e agricultorasde onze Assentamentos e Comunidade Rural no estado do Rio Grande do Norte. A pesquisa ressalta a atuação de como esse grupo social promove mudanças significativas nos sistemas de produção e consumo alimentar, e nesse sentido, a agroecologia constitui-se como um amplo conjunto de iniciativas que fortalecem e promovem a ressignificação da agricultura familiar para esses atores. É possível que apesar da importância da feira como aspecto relevante da estratégia de segurança alimentar nutricional e fortalecimento da agricultura familiar,as dificuldades da FAM em expandir sua produção estejam relacionadas, a um conjunto de ações em termos de políticas públicas que podem impulsionar suas atividades de produção e comercialização, sobretudo uma Assistência Técnica que esteja voltada para os princípios da agroecologia. Igualmente importante nessa experiência é a atuação dos consumidores que têm ao longo da existência da Feira, fortalecido a experiência de reciprocidade e autonomia nesse mercado agroalimentar alternativo, consolidando a sua permanência. Contudo, é possível que essa relação sob alguns aspectos, ainda se constitua como frágil, podendo estar ausente para alguns, a condição de um consumo politizado, ou mesmo reflexivo. A pesquisa apresenta os dados coletados junto aos agricultores e agricultoras dos Assentamentos Favela, Jurema, Paulo Freire e Comunidade Serra Mossoró. Junto aos consumidores foi realizada a aplicação de questionários que tratam de uma primeira etapa da pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1678883 - CIMONE ROZENDO DE SOUZA
Interno - 1121285 - FERNANDO BASTOS COSTA
Interno - 1164161 - IRENE ALVES DE PAIVA
Externo ao Programa - 3859825 - MICHELLE CRISTINE MEDEIROS JACOB
Externo à Instituição - JOAQUIM PINHEIRO DE ARAUJO - UFERSA
Externo à Instituição - JULIAN PEREZ CASSARINO - UFFS
Notícia cadastrada em: 05/07/2018 16:49
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao