Banca de DEFESA: VIVIANY MOURA CHAVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VIVIANY MOURA CHAVES
DATA : 27/04/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório de Antropologia (Sala C5 do Setor II)
TÍTULO:

ESPETÁCULO À MESA: ética da alimentação no Masterchef Profissionais


PALAVRAS-CHAVES:

Ética na alimentação; visibilidade midiática; gastronomia; reality show; Masterchef Profissionais Brasil.


PÁGINAS: 105
RESUMO:

Considera-se que atualmente as produções televisivas têm se dedicado em conferir uma visibilidade midiática ao ato de comer e cozinhar. Os reality shows são exemplos do aumento do espaço da visibilidade da gastronomia, pois se configuram numa estratégia convidativa para unir dois fortes elementos: o comer e o jogar. Desse modo, o espetáculo gastronômico enaltece a cozinha como um espaço de competição e, neste contexto, observa-se à importância de refletir sobre a formação de uma ética em torno da questão alimentar na mídia. O propósito deste estudo foi compreender a ética da alimentação no contexto da mídia a partir do programa do tipo reality show Masterchef Profissionais. Utilizou-se a técnica de análise de imagens em movimento para elaboração das categorias analíticas do corpus investigado que foram sistematizadas da seguinte forma: (1) os shows contemporâneos onde a gastronomia torna-se um espetáculo televisivo apresenta o espaço da cozinha de forma maquiada, deslocada e distante da realidade que não pode ser alcançada, exceto por uma experiência vicária; (2) a cozinha midiática é a concretização do espetáculo, refere-se à construção de um ideal de cozinha feita para um consumo puramente visual, interpretada como uma arena midiática de desinibição que tem a figura do chef de cozinha estrategicamente enaltecida; (3) as relações de poder na cozinha, ainda que atendam uma lógica hierárquica no âmbito profissional, se tornam autoritárias e abusivas quando não há o estabelecimento de uma sócio-ética, privando a ética de atuar em prol da democracia; (4) o comer pode ser compreendido como uma via regeneradora para instaurar uma antropoética da alimentação, ampliando os dilemas éticos da alimentação a uma esfera política. O exercício de pensar sobre a relação da alimentação e da ética impulsionada pela visibilidade midiática, vislumbra a modelização de um novo formato de cozinha que é produzida por um sistema de linguagem mediada por imagens, onde sua construção tem ressignificado as relações simbólicas com o alimento, com o ato de cozinhar e com a própria mídia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1501788 - ALEXSANDRO GALENO ARAUJO DANTAS
Interno - 008.055.544-67 - FAGNER TORRES DE FRANÇA - UFRN
Externo à Instituição - GUSTAVO DE CASTRO DA SILVA - UnB
Notícia cadastrada em: 24/04/2018 10:36
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao