Banca de DEFESA: JACQUELINE TAVARES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JACQUELINE TAVARES DA SILVA
DATA : 19/04/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório C do CCHLA
TÍTULO:

SABERES DOCENTES: UMA ANÁLISE DO ENSINO-APRENDIZAGEM DA SOCIOLOGIA NAS ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO EM NATAL/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Professor; Sociologia no Ensino Médio; Grade curricular; Discurso do Sujeito Coletivo. 


PÁGINAS: 96
RESUMO:

A Sociologia chega ao Brasil em meados de 1924 e 1925, tendo a sua primeira cátedra (cadeira professoral), nas Escolas Normais como disciplina auxiliar da Pedagogia. É institucionalizada em 1930 no meio acadêmico brasileiro com a criação da escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo em 1933. A partir daí a disciplina de Sociologia vem enfrentando várias dificuldades para fazer parte da grade curricular do Ensino Médio. Com as mudanças e reformas pelo qual passou o cenário político brasileiro ao longo da história, à disciplina de Sociologia no espaço educacional, ora é obrigatória, ora é optativa, o que acaba influenciando o ensino nas escolas de ensino básico em nosso país. Diante desse contexto, buscamos fazer uma análise do ensino aprendizagem da Sociologia nas escolas de Ensino Médio em Natal/RN. Tivemos como sujeitos participantes dessa pesquisa os professores que lecionam a disciplina de Sociologia em escolas públicas e particulares do Ensino Médio na cidade do Natal. Para esse estudo aplicamos um questionário de forma quali-quantitativa com perguntas estruturadas e questões abertas. Para a análise das entrevistas, utilizou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), proposto por Lefevre & Lefevre (2010), por meio do programa QualiQuantsoft. Os resultados obtidos demonstram as realidades enfrentadas pelos professores de Sociologia, tanto nas escolas públicas quanto nas escolas particulares do Ensino Médio. Logo, nos deparamos com situações que vem ocorrendo ao longo da história das Ciências Sociais e que permanecem as mesmas, como exemplo, professores de outras disciplinas ministrando aulas de Sociologia de forma superficial, a luta pela valorização e permanência da disciplina na grade curricular do Ensino Médio e o retrocesso que a Sociologia mais uma vez vem passando no cenário político educacional, passando a ser disciplina optativa conforme medida provisória 746/2016. Portanto, a luta da Sociologia para manter-se na grade curricular das escolas do Ensino Médio permanece através de seus professores licenciados que buscam reconhecimento por meio do ensino-aprendizagem da disciplina. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1475558 - LORE FORTES
Interno - 1164161 - IRENE ALVES DE PAIVA
Externo à Instituição - ANDRE AUGUSTO DINIZ LIRA - UFCG
Notícia cadastrada em: 04/04/2018 10:55
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao