Banca de DEFESA: VALÉRIO VERÍSSIMO DE SOUZA BASTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VALÉRIO VERÍSSIMO DE SOUZA BASTOS
DATA : 29/05/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório C do CCHLA
TÍTULO:

LIMITES E AVANÇOS DA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL: UMA ANÁLISE DO TERRITÓRIO DA BORBOREMA – PB


PALAVRAS-CHAVES:

Desenvolvimento Territorial; Governança; Atores Sociais.


PÁGINAS: 220
RESUMO:

O nosso trabalho tem como objetivo analisar os limites e avanços da gestão social em territórios rurais, tendo como delimitação o Fórum de Desenvolvimento Rural Sustentável da Borborema, no Estado da Paraíba. Nessa perspectiva, buscamos entender o processo de gestão social, em que se verifica uma significativa diversidade de abordagem nesse sentido, tanto no campo acadêmico quanto nos espaços sociais e de gestão pública, demonstrando com isso o aprofundamento e a observância de elementos ainda pouco investigados, como é o caso da interferência que as relações de poder possam ter no processo de gestão social do desenvolvimento territorial. A partir dessa problemática, lançamos a seguinte questão: como a concertação social, os pactos e as relações de poder entre os atores sociais inseridos no Fórum da Borborema têm influenciado no processo de gestão social do território? Diante desse quadro, destacamos alguns objetivos com o intuito de analisar de que forma a organização social e territorial desses atores têm influenciado no processo de gestão social do Território da Borborema. Assim, procurou-se: a) verificar os principais elementos que abrangem a gestão social do Território da Borborema; b) compreender as estratégias e os atores envolvidos no processo de gestão social do Território da Borborema e seus impactos sobre no processo de gestão social do Fórum da Borborema; e, c) analisar as influências das relações sociais sobre a gestão social do desenvolvimento territorial da Borborema. Buscando entender o processo e não somente o resultado, optamos por desenvolver uma análise qualitativa com destaque para as práticas, trajetórias e relações estabelecidas pelos diversos atores no Território da Borborema. Focamos nas percepções dos atores sobre o processo de gestão social do colegiado do Fórum da Borborema. Como método de coleta de dados, utilizamos a aplicação de questionários, realização de entrevistas, observação direta tendo como método de captação das informações a história oral. Para isso, observamos o discurso e a prática no processo de gestão social no âmbito do Fórum da Borborema. Diante da observação, podemos confirmar a nossa última hipótese que indicava que a gestão social do Território da Borborema constitui-se como produto da concertação dos atores locais, sendo esta gestão social condicionada tanto pelas políticas públicas como pelas formas de organização dos seus atores sociais, bem como com as suas relações de poder no Fórum da Borborema, principalmente por estes atores serem portadores de estratégias internas de gestão, garantindo um modelo de gestão social particular no âmbito do território, gestão social essa construída ao longo das últimas décadas.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1678883 - CIMONE ROZENDO DE SOUZA
Interno - 1121285 - FERNANDO BASTOS COSTA
Externo ao Programa - 1486670 - CELSO DONIZETE LOCATEL
Externo à Instituição - ANA GEORGINA PEIXOTO ROCHA - UFRB
Externo à Instituição - MÁRCIO DE MATOS CANIELLO - UFCG
Notícia cadastrada em: 17/05/2017 14:25
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao