Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDERSON SEVERINO DE OLIVEIRA TAVARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDERSON SEVERINO DE OLIVEIRA TAVARES
DATA : 17/04/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 901 do CCHLA
TÍTULO:

CORPOS DANÇANTES, IGREJA VIGILANTE: As pedagogias do corpo e o exercício do cuidar de si na Igreja Verbo da Vida 


PALAVRAS-CHAVES:

Pedagogia do corpo. Cuidado de si. Performance. Show gospel. Espírito Santo.


PÁGINAS: 40
RESUMO:

As igrejas neopentecostais asseveram a ação do Espírito Santo sobre os fiéis, o que proporciona uma maior mobilidade dos corpos nos seus cultos e shows. Essas igrejas vêm abraçando, em níveis diferentes, o movimento gospel, inserindo danças e expressões culturais nos seus cultos. Com isso, o corpo passa a estar sempre em evidência, favorecendo situações em que podem emergir tensões entre os discursos teológicos com fins de regulação e controle do corpo e uma religiosidade que inclui danças e que valoriza o corpo. Tendo como objeto empírico a igreja neopentecostal Verbo da Vida da cidade de Campina Grande-PB, o objetivo desta pesquisa foi (1) verificar se as pedagogias da corporalidade, que têm como intensão a ação do Espírito Santo nos corpos dos fiéis, resultam no exercício de um cuidado de si que se integra ou não aos regimes corporais que regulam o uso do corpo; (2) verificar se as performances da corporalidade aliviam, ao mesmo tempo em que afirmam, as repressões do uso do corpo, na medida em que ocasionam sensação de liberação nos momentos de efervescência religiosa. Nossa hipótese é a de que as várias experiências desencadeadas pela comunhão no Espírito Santo provocam certas sensações, emoções e estados de espírito que se inscrevem no conjunto mais amplo das pedagogias da corporalidade praticadas nas igrejas neopentecostais, contribuindo para o controle das pulsões e expressões corporais consideradas indesejáveis pela coletividade religiosa e pelo sistema social envolvente. Uma sub-hipótese possível seria a de que, a contrapelo, um cuidado de si instaurado a partir dos rituais de comunhão com o Espírito Santo abre possibilidades de ruptura com os regimes corporais institucionalizados. A perspectiva teórica deste estudo foi fundamentada na abordagem da pedagogia do corpo e nos conceitos de tecnologias de poder e tecnologia de si. A pesquisa teve caráter qualitativo, e para a sua realização foram utilizadas observações, e de forma secundária, entrevistas semi-estruturadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149562 - ORIVALDO PIMENTEL LOPES JUNIOR
Externo à Instituição - ANAXSUELL FERNANDO DA SILVA - UNILA
Externo à Instituição - IRENE DE ARAUJO VAN DEN BERG - UERN
Notícia cadastrada em: 10/04/2017 08:14
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao