Banca de QUALIFICAÇÃO: MICHAEL MEDEIROS MARQUES



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: MICHAEL MEDEIROS MARQUES
DATA: 07/06/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 901 do CCHLA
TÍTULO:

ENTRE O TRECO E A CIDADE. ESTUDO ANTROPOLÓGICO SOBRE O CONSUMO DAS ESTÁTUAS DO PADRE CÍCERO EM JUAZEIRO DO NORTE-CE


RESUMO:

Este estudo pretende considerar a área da antropologia do consumo e alguns olhares sobre o estudo da cultura material na contemporaneidade, no sentido de perceber como as coisas fazem as pessoas e produzem as relações sociais em cadeia. Reconhecendo que o consumo pode ser visto como um meio de identificação de grupos sociais, inseridos em um projeto de territorialidade e mapeamento, diversificando e ampliando os efeitos do consumo de artefatos religiosos e sua força simbólica, na tentativa de construir uma compreensão mais profunda de uma humanidade não separada da materialidade. A pesquisa parte da cidade de Juazeiro Norte (Ceará), tendo como objeto o bem de consumo Padre Cícero e as estratégias de uso do bem, analisando os sentidos e significados do consumo do treco (Miller, 2010) Padre Cícero, vendidos nas lojas e feiras de artigos religiosos de Juazeiro do Norte. Em seguida, há a pretensão de explorar a partir da formação do lugar, a força simbólica da figura do Padre Cícero, consumo como identidade (pensando o comportamento dos indivíduos a partir das estratégias e efeitos do lugar) e a variabilidade do uso do bem. Tendo como as principais referências conceituais: a teoria das coisas, ou seja, o treco como agente-chave característico da nossa própria sociedade (Miller, 2010); a vida social das coisas (Appadurai, 2009), tendo como destaque as estratégias compostas por um emaranhado complexo de investigação da demanda por mercadorias. As coisas são ditas a partir de um lugar, e essa distinção do lugar está relacionada ao espaço/tempo; e o MacCraken (2003), a partir da necessidade de analisar o consumo por sua significação cultural, percebendo as expressões de categorias e princípios culturais, cultivando ideias e sustentando estilos de vida, construindo noções de si e criando (e sobrevivendo) mudanças sociais. Nesse sentido, o consumo possuium caráter completamente cultural. Portanto, a pesquisa está sendo realizada na cidade do Juazeiro do Norte, no largo do Socorro, espaço onde se concentra o maior número de lojas e feira de artigos religiosos da cidade, tendo como destaque as estátuas do Padre Cícero. A metodologia a ser usado baseia-se na tentativa de pensar o campo como uma terra afofa, que sentimos ao ser trabalhada. Assim, a pesquisa fundamenta-se na etnografia, nas experiências sociais, investigação, hipóteses, descobertas das problemáticas produzidas, tendo o saber original e prático, ou, saber-viver (AGIER, 2015).


PALAVRAS-CHAVE:

Padre Cícero; consumo; bem.


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Antropologia
SUBÁREA: Antropologia Urbana

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349700 - LUIZ CARVALHO DE ASSUNCAO
Interno - 1117908 - MARIA LUCIA BASTOS ALVES
Externo ao Programa - 1211517 - ELIANE TANIA MARTINS DE FREITAS
Notícia cadastrada em: 19/05/2016 16:13
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao