Banca de QUALIFICAÇÃO: NAPIÊ GALVÊ ARAÚJO SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAPIÊ GALVÊ ARAÚJO SILVA
DATA: 20/08/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala G5 do Setor II
TÍTULO:

Capital Social e Desenvolvimento Local: Um estudo de caso nos Assentamentos Rurais de Quixeramobim – CE


PALAVRAS-CHAVES:

Capital Social. Desenvolvimento Socioeconômico. Assentamentos Rurais.


PÁGINAS: 157
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Sociologia Rural
RESUMO:

Essa Tese tem por objetivo realizar uma análise da influencia do Capital Social como instrumental de interpretação para o processo de desenvolvimento local, entre as comunidades e assentamentos rurais. Além disso, identifica-se a relevância da cultura política para a qualificação da democracia e o empoderamento do cidadão. Utilizar-se-á o método onde o Capital Social será variável independente e o desenvolvimento social e econômico serão variáveis dependentes. Os dados serão levantados juntos aos assentamentos de Alegre (30 famílias) e Vista Alegre (22 famílias) no município de Quixeramobim – Ce. Dessa forma, procuraremos investigar, como dois assentamentos rurais, que se encontram no mesmo município, na qual ambos tiveram datas de criação dentro de um intervalo de até um ano, tiveram as oportunidades ou variáveis de influencia de desenvolvimento por projetos e programas sociais, sejam estes de âmbito das esferas municipais, estaduais e federal. E mesmo assim, tiveram aos olhos dos órgãos governamentais que acompanham e dão assistência técnica aos respectivos assentamentos, trajetórias tão distintas de bem-estar social e econômico. A metodologia utilizada na pesquisa se fará uso de uma pesquisa bibliográfica na construção do nosso arcabouço teórico dentro da ótica de desenvolvimento como expansão das liberdades humanas em Amartyan Sen, enquanto na vertente do Capital Social, iremos averiguar o diálogo e o impasse da interpretação e verificação empírica entre Putnam e Bourdieu. Na pesquisa de campo iremos se utilizar do instrumental da aplicação de questionários que contemple desde a organização e mobilização social dos respectivos assentados, até o seu mapeamento e conceito de bem-estar social. Pretendemos nessas visitas utilizarmos dos recursos etnográficos da observação e da descrição, principalmente dos momentos que antecedem a criação dos assentamentos, ou seja, averiguar os laços e trajetória que já antecedem a formação dessas comunidades rurais assentadas. Espera-se obter como resultados preliminares uma resposta explicativa até que ponto a organização social e mobilização de uma referida comunidade, podem influenciar em suas trajetórias e desenvolvimento socioeconômico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1121285 - FERNANDO BASTOS COSTA
Interno - 1164161 - IRENE ALVES DE PAIVA
Interno - 1298988 - JOAO BOSCO ARAUJO DA COSTA
Notícia cadastrada em: 18/08/2014 08:05
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao