Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO ISAIAS NOBREGA DE LUCENA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO ISAIAS NOBREGA DE LUCENA
DATA: 18/12/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do DCS
TÍTULO:

Escrever o movimento: o cinema itinerante como reinvenção de uma estética do viver


PALAVRAS-CHAVES:

Cinema itinerante. Cinematógrafo. Deslocamento. Novas práticas sociais.


PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O entrelaçamento complexo entre realidade e imaginação (MORIN, 1997), a possibilidade de aprendizado para a vida (MORIN, 2000) e a potencialização dos mecanismos da compreensão humana (MORIN in ALMEIDA; MORAIS, 2012), sinalizados por Edgar Morin respectivamente nas obras O cinema ou o homem imaginário, Meus demônios e Os sete saberes necessários à educação do presente, ditam a proposta de diálogo desta pesquisa com o cinema. Não se trata de falar sobre ou conceituar o cinema, mas de deixar que a sétima arte por nós como operador cognitivo motivador de toda a pesquisa. A partir dessas leituras de Morin, sugerimos que o cinema, por meio de suas projeções e produções , pode ser capaz de possibilitar um movimento de reinvenção de uma estética do viver no espaço do improvável. Daí surge a pergunta: como um fenômeno artístico, estético e imagético pode realizar tal movimento? Tomando por base aspectos da história de vida de três personagens da vida real, a saber, Zezeco, Zé Miúdo e Chico, buscamos pistas dessa reinvenção. Moradores de pequenas cidades do interior do estado do Rio Grande do Norte (Ouro Branco, Afonso Bezerra e Nísia Floresta) que nas décadas de 1960 e 1970, cada um à sua maneira, deslocaram-se para centros urbanos e retornaram para seus lugares de partida trazendo consigo a ideia de trabalhar projetando filmes. De maneira singular e plural eles assumiram o risco e a incerteza de afrontar determinismos sociais e psíquicos para propor novas simbolizações por meio do cinema itinerante. A presença da sétima arte em pequenas cidades de hábitos rurais marcadas pela miséria, fome, descaso, coronelismo polÍ tico e intempéries climáticas, alterou cenários, atualizou mitos e proporcionou novas interações entre os sujeitos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 345835 - JOSE WILLINGTON GERMANO
Externo à Instituição - MARGARIDA MARIA KNOBBE - Estácio
Presidente - 347048 - MARIA DA CONCEICAO XAVIER DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 03/12/2013 08:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao