Banca de QUALIFICAÇÃO: YURI MARQUES MACEDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YURI MARQUES MACEDO
DATA: 31/03/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório "B" do Centro de Ciências Humanas Letras e Artes
TÍTULO:

ÁREAS DE RISCO E VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO BAIRRO MÃE LUIZA E COMUNIDADE PASSO DA PÁTRIA, NATAL – RN/ BRASIL


PALAVRAS-CHAVES:

Vulnerabilidade socioambiental; Áreas de risco; Natal-RN


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Margens de rios, lagos, lagoas, vertentes íngremes e topos de morro, campos de dunas entre outros, são alguns dos ambientes que apresentam intensa dinâmica natural. Em geral, esses espaços são sinônimos de ambientes degradados, desvalorizados e negados pela sociedade e se tornaram a alternativa de acesso à moradia para uma parcela de pobres que não tem como adquirir um espaço seguro na cidade, assim como falta de acesso aos equipamentos e serviços urbanos. A junção perversa de pobreza, habitação improvisada e precária, pouca ou nenhuma infraestrutura, com a ocupação de espaços susceptíveis aos perigos naturais, criou territórios de riscos e vulnerabilidades. Essas condições são observadas em Natal que passou por intenso processo de urbanização, notadamente a partir da década de 1970, desencadeando a ocupação de espaços expostos aos perigos naturais inerentes à composição ambiental de seu sítio urbano. Desse modo, definiu-se como principal objetivo deste trabalho analisar os riscos e as vulnerabilidades socioambientais em duas áreas do município de Natal, RN – O bairro de Mãe Luiza e a Comunidade do Passo da Pátria - como área de estudo de caso para compreensão das inter-relações das vulnerabilidades sociais e exposição aos riscos naturais, bem como realizar uma comparação entre a realidade das duas áreas. A metodologia utilizada empregou técnicas estatísticas, sobreposição cartográfica, trabalhos de campo, para produzir um índice de vulnerabilidade social da área estudada. Todo o trabalho se baseou na metodologia de Guerra (2009), e Almeida (2010). A primeira visando a produção do Índice de Vulnerabilidade Físico-natural (IVFn), e a segunda visando a produção do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS), para com isso relacioná-los e produzir o Índice de Vulnerabilidade Socioambiental (IVSA) para as áreas de estudo. Com isso poderemos avaliar a intensidade da problemática de ocupação em áreas de risco nos locais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1803535 - ADRIANO LIMA TROLEIS
Presidente - 1503011 - LUTIANE QUEIROZ DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1547315 - PAULO CESAR DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 11/03/2014 10:48
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao