Banca de DEFESA: GLAUCO GEORGE CIPRIANO MANICOBA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GLAUCO GEORGE CIPRIANO MANICOBA
DATA: 05/07/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditorio do LAMP
TÍTULO:

Controle de Temperatura do Sistema de Refrigeração a Água de uma Tocha Plasmática Indutiva Utilizando Lógica Fuzzy


PALAVRAS-CHAVES:

Controle, tocha de plasma, refrigeração, temperatura, tecnologia


PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
SUBÁREA: Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
ESPECIALIDADE: Automação Eletrônica de Processos Elétricos e Industriais
RESUMO:

Este projeto propõe desenvolver e implementar um controlador para o sistema de refrigeração da tocha indutiva a plasma térmico. Este processo é feito a partir da medição da temperatura através de um sensor do sistema de refrigeração. O sinal produzido será enviado para uma entrada analógica do microcontrolador da família PIC, que utilizando os conceitos de lógica fuzzy, controla a velocidade de um motor bomba. Este é responsável por diminuir ou aumentar o fluxo circulante de água que passa pela bobina, pelo corpo da tocha e pelo flange de fixação, deixando-os na temperatura desejada. A velocidade desta bomba será controlada a por um inversor de frequência. O microcontrolador, também, acionará um ventilador caso exceda a temperatura de referência.  

 

A proposta inicial foi o desenvolvimento do controle da temperatura da bobina de uma tocha indutiva a plasma, mas com algumas adequações, foi possível também aplicar no corpo da tocha. Essa tocha será utilizada em uma planta de tratamento de resíduos industriais e efluentes petroquímicos. O controle proposto visa garantir as condições físicas necessárias para tocha de plasma, mantendo a temperatura da água em um determinado nível que permita o resfriamento sem comprometer, no entanto, o rendimento do sistema.

 

No projeto será utilizada uma tocha de plasma com acoplamento indutivo (ICPT), por ter a vantagem de não possuir eletrodos metálicos internos sendo erodidos pelo jato de plasma, evitando uma possível contaminação, e também devido à possibilidade do reaproveitamento energético através da cogeração de energia.  

 O desenvolvimento da tecnologia a plasma na indústria de tratamento de resíduos vem obtendo grandes resultados. Aplicações com essa tecnologia têm se tornado cada vez mais importantes por reduzir, em muitos casos, a produção de resíduos e o consumo de energia em vários processos industriais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149567 - ANDRES ORTIZ SALAZAR
Interno - 350693 - ANDRE LAURINDO MAITELLI
Externo ao Programa - 1658061 - ALEXANDRE MAGNUS FERNANDES GUIMARAES
Externo à Instituição - ALBERTO SOTO LOCK - UFRN
Notícia cadastrada em: 03/06/2013 09:42
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao