Banca de DEFESA: FILIPE EMANUEL VIEIRA TAVEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FILIPE EMANUEL VIEIRA TAVEIROS
DATA: 28/05/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 4 - ECT
TÍTULO:

Sistema de Conversão de Energia Eólica Baseado no Gerador de Indução Duplamente Alimentado: Análise e Contribuição ao Controle da Máquina


PALAVRAS-CHAVES:

DFIG, Emulador de Turbina Eólica, Realimentação de Estados


PÁGINAS: 136
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
SUBÁREA: Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
ESPECIALIDADE: Controle de Processos Eletrônicos, Retroalimentação
RESUMO:

A humanidade encontra-se numa época de desenvolvimento tecnológico sem precedentes.
A ciência alcançou e continua alcançando conquistas que permitem compreender cada vez mais o universo e as leis que o regem e, também, tentar coexistir sem destruir o planeta em que vivemos. Um dos principais desafios do século XXI é buscar e incrementar a gama de fontes de energias limpas, renováveis e capazes de sustentar nosso crescimento e estilo de vida. É dever de cada pesquisador dedicar-se e contribuir nesta corrida energética. Neste contexto, a energia eólica se apresenta como uma das grandes promessas para o futuro da geração elétrica. Apesar de ser um pouco mais antiga que outras fontes de energia renovável, a geração eólica ainda apresenta um vasto campo para melhoramento. O desenvolvimento de novas técnicas de controle do gerador juntamente com o desenvolvimento de laboratórios de pesquisa especializados em geração eólica formam um dos pontos chave para aumentar o rendimento, a eficiência e a confiabilidade do sistema. O controle apropriado do esquema de conversores back-to-back permite que as turbinas eólicas baseadas no gerador de indução duplamente alimentado (DFIG) operem no modo de velocidade variável, cujos benefícios incluem máxima extração de potência, injeção de potência reativa e redução de estresse mecânico. O conversor do lado do rotor fornece controle de potência ativa e reativa injetada na rede, enquanto que o conversor do lado da rede fornece o controle da tensão no link CC e fluxo de potência bi-direcional. A estrutura de controle convencional utiliza controladores PI com compensação feed-forward dos termos de acoplamento cruzado. Como desvantagens, esta técnica de controle apresenta sensibilidade a incertezas do modelo e, também, a compensação de termos dinâmicos acoplados resulta em uma estratégia de controle concorrente. Por isso, para superar estes problemas e eliminar os termos de acoplamento cruzado, é utilizado uma estrutura de controle robusta com realimentação de estados baseada no princípio do modelo interno,
visando melhorar o acionamento do gerador bem como o seu comportamento dinâmico durante variações abruptas na velocidade do vento. O desempenho da técnica de controle proposta para o controle do gerador DFIG será comparado ao da abordagem de controle convencional sob condições de vento estáveis e rajadas. Um emulador de turbina eólica foi desenvolvido para recriar em laboratório uma condição realista e submeter o gerador a várias condições de velocidade do vento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1807863 - FLAVIO BEZERRA COSTA
Interno - 1149567 - ANDRES ORTIZ SALAZAR
Externo ao Programa - 1569480 - JOSSANA MARIA DE SOUZA FERREIRA
Externo ao Programa - 1597497 - LUCIANO SALES BARROS
Externo à Instituição - FRANCISCO KLEBER DE ARAÚJO LIMA - UFC
Notícia cadastrada em: 05/05/2014 08:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao