Banca de DEFESA: DAVID ESTEBAN DIAZ TAQUEZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DAVID ESTEBAN DIAZ TAQUEZ
DATA : 30/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: PEC
TÍTULO:

SUSCEPTIBILIDADE À OCORRÊNCIA DE MOVIMENTOS DE MASSAS E AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DE FALÉSIAS SOB CONDIÇÃO NÃO SATURADA: ESTUDO DE CASO NO CENTRO DE LANÇAMENTOS DA BARREIRA DO INFERNO – BRASIL.


PALAVRAS-CHAVES:

Avaliação da Susceptibilidade, Resistência ao Cisalhamento, Solos Não Saturados, Falésias.


PÁGINAS: 30
RESUMO:

Este trabalho tem por objetivo avaliar as condições de susceptibilidade a ocorrência de movimentos de massas e a estabilidade de encostas da área de estudo mediante o método da redução da resistência ou SRM (Strength Reduction Method), sob condições não saturadas no Nordeste de Brasil. Para a análise da susceptibilidade a ocorrência de movimentos de massas foi utilizada a metodologia de processo de análise hierárquica ou AHP (Analytic Hierarchy Process) em combinação com o uso dos sistemas de informação geográfica SIG. Para a determinação dos parâmetros de resistência dos solos foram realizados ensaios de compressão triaxial tipo CU em condições saturadas, e ensaios de compressão triaxial tipo CW para a condição de umidade residual. Para a determinação das curvas de retenção dos solos foi usado o método do papel filtro, e as equações de Chandler et al. (1992) e posteriormente foi realizado o ajuste das curvas de retenção pelo método de Van Genuchten (1980). A partir dos resultados de ensaios triaxiais foi então realizada a previsão da resistência ao cisalhamento dos solos não saturados a partir do modelo hiperbólico proposto por Vilar (2007). Então, a partir das seções susceptíveis à ocorrência dos movimentos de massa e dos parâmetros de resistência dos solos estudados, foram realizadas análises da estabilidade das encostas a fim de quantificar o fator de segurança das mesmas. O método utilizado nas análises de estabilidade foi o SEM, implementado no Software OPTUM, considerando diferentes condições de saturação, a saber: solos sob condição natural de campo, solo com 50% do grau de saturação e, por fim, considerando o solo completamente saturado. Nas análises foi considerada também a presença de camadas de solo cimentado e de tração presentes no topo da falésia. Ao todo a encosta foi subdividida em três solos predominantes os quais estão posicionados na base, na seção intermediária e no topo da falésia, denominados solo-1, solo-2 e solo-3 respectivamente. Estes solos foram caracterizados como areia argilosa (SC), areia Silto-Argilosa (SM), areia mal graduada (SP). Quanto as curvas de retenção, os três solos apresentam comportamento bimodal, típicas de solos com granulometrias de material com macroporos e microporos. Finalmente os resultados obtidos destas análises numéricas, foram relacionados inicialmente com o modelo de susceptibilidade produzido a partir da metodologia AHP-SIG, concluindo que este modelo encontra-se em boa concordância, evidenciado pelos resultados das análises numéricas e pelos vestígios de movimentos vistos em campo. Os resultados das análises também foram relacionados com os tipos de movimentos de massa, concluindo que tanto os fatores geomorfológicos, quanto os graus de saturação resultam em diferentes tipos de movimentos para seções características próprias de estas geomorfologias (falésias), verificando desta forma os movimentos sugeridos nos estudos de Santos Jr (2004) e Souza Júnior (2013), onde foram relacionados três tipos de perfis com diferentes morfologias e seus possíveis movimentos de massa, tombamentos, quedas de blocos e escorregamentos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1692497 - OSVALDO DE FREITAS NETO
Interno - 1222082 - ADA CRISTINA SCUDELARI
Interno - 1149451 - OLAVO FRANCISCO DOS SANTOS JUNIOR
Externo à Instituição - ROGER AUGUSTO RODRIGUES - UNESP
Notícia cadastrada em: 09/03/2017 20:43
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao