Banca de QUALIFICAÇÃO: JOARLLA DE MEDEIROS MACEDO SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOARLLA DE MEDEIROS MACEDO SILVA
DATA : 02/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: https://meet.google.com/sth-ddxr-wqf
TÍTULO:

PRINCIPAIS ASSUNTOS DE AUDITORIA: ASSOCIAÇÃO COM O GERENCIAMENTO DE RESULTADOS E O RISCO DE
LITÍGIO


PALAVRAS-CHAVES:

PAAs. Gerenciamento de Resultados. Risco de Litígio do Auditor.


PÁGINAS: 42
RESUMO:

O relatório de auditoria é considerado um produto fundamental entregue pelos auditores independentes e nos últimos anos sofreu alterações que teve como objetivo torná-lo mais informativo aos usuários da informação contábil (MARQUES; PORTUGAL; ALMEIDA, 2019). No tocante a estas modificações, em 2016, foi emitida a ISA 701, equivalente a NBC TA 701 no Brasil, que faz a exigência de que os auditores evidenciem em seu relatório os pontos críticos identificados durante a realização da auditoria, chamados de Principais Assuntos de Auditoria (PAAs). A apresentação obrigatória dos PAAs pretende melhorar a transparência em volta do processo de auditoria ao fornecer informações adicionais aos usuários das demonstrações contábeis (CFC, 2016). Além do campo da qualidade da informação contábil, organizações interessadas na atividade de auditoria externa manifestaram o receio de que a divulgação dos PAAs aumente a responsabilidade das firmas de auditoria (Deloitte, 2013). Neste sentido, esta pesquisa tem como objetivo investigar a associação entre os PAAs reportados, o Gerenciamento de Resultados e o Risco de Litígio do Auditor, nas empresas listadas na [B]³ - Brasil, Bolsa, Balcão, no período de 2016 a 2019. Os dados quantitativos que serão utilizados na pesquisa serão coletados através da base de dados Thomson Reuters Eikon®. Os PAAs serão coletados através das demonstrações financeiras padronizadas, disponibilizadas no sítio da CVM. A análise de conteúdo por categorias será empregada com o objetivo de quantificar os PAAs divulgados e avaliar a comunicação registrada nos PAAs. Foram excluídas do estudo, as companhias que compõem o setor financeiro, devido possuírem uma estrutura operacional e patrimonial diferente das demais, além da especificidade na regulamentação contábil (BÉDARD; GONTHIER-BESACIER; SCHATT, 2019; KITIWONG; SARAPAIVANICH, 2020). Para atingir o objetivo proposto, foram elaborados dois modelos econométricos, um para verificar a associação entre os PAAs reportados e o Gerenciamento de Resultados e o segundo modelo para investigar a associação entre os PAAs reportados e o Risco de Litígio do Auditor. O primeiro modelo será analisado através do método de estimação por Ordinary Least Square (OLS), onde será testada a adequação e feita a escolha entre o OLS Pooled e a estimação em Painel (efeitos fixos ou aleatórios). O modelo econométrico para verificação da associação entre os PAAs e o Risco de Litígio do Auditor será analisado através da Regressão Logística, conforme pesquisas empíricas anteriores acerca do tema (SHU, 2000, SUN; LIU, 2011; SILVA et al. 2020).


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDILSON PAULO - UFRGS
Presidente - 2314118 - ERIVAN FERREIRA BORGES
Externo à Instituição - JOSÉ ALVES DANTAS - UnB
Notícia cadastrada em: 21/01/2021 18:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao