Banca de DEFESA: FRANKLIN MEDEIROS GALVAO JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANKLIN MEDEIROS GALVAO JUNIOR
DATA: 21/09/2011
HORA: 09:00
LOCAL: NEPSA
TÍTULO:

VOLATILIDADE DOS ÍNDICES DE AÇÕES MID-LARGE CAP E SMALL CAP: UMA INVESTIGAÇÃO A PARTIR DE MODELOS ARIMA/GARCH


PALAVRAS-CHAVES:

volatilidade, ARCH, GARCH, índices de ações.


PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO:

 

 

Neste trabalho examinou-se o processo de volatilidade dos retornos das séries históricas de cotações diárias dos índices econômicos Mid-Large Cap e Small Cap por meio de modelos da classe ARCH. Os resultados empíricos evidenciaram um comportamento semelhante da volatilidade das duas séries. Tanto a volatilidade dos retornos da série MLCX quanto da SMLL mostraram fortes sinais de assimetria na volatilidade, indicando que choques negativos e positivos têm impactos diferenciados sobre a volatilidade dos retornos, fatos comprovados pelos modelos GARCH, TARCH e EGARCH. Os resultados também evidenciaram que, em ambas as séries, choques de mesma magnitude tendem fortemente a ter efeitos mais longos, principalmente na série SMLL. Os critérios de qualidade do ajuste selecionaram vários modelos da classe ARCH, porém o que melhor se ajustou aos dados, tanto para o índice Mid-Large Cap quanto para o índice Small Cap foi o modelo TARCH ajustado pela distribuição t de Student. Observou-se, assim, que as séries Mid-Large Cap e Small Cap possuem como propriedade estatística de suas respectivas médias o fato de possuírem média dos retornos estacionária. Quanto à variância, observou-se que os retornos de ambas as séries apresentam caldas longas e distribuição leptocúrtica, apresentando heterocedasticidade e agrupamento de volatilidade. Quanto aos efeitos dessas constatações no comportamentos das séries, concluiu-se que choques de mesma magnitude tendem fortemente a ter efeitos mais longos nas séries, sem a presença do efeito alavancagem. Observou-se também que o comportamento da série de retornos de Small Cap é influenciada pela série de retornos de Mid-Large Cap, sinalizando que investidores que buscam um maior retorno acabam migrando de MLCX para SMALL.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1543333 - ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
Externo à Instituição - RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE - UnP
Externo ao Programa - 1802347 - VINICIO DE SOUZA E ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 08/09/2011 10:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao