Banca de DEFESA: FERNANDO LUIZ EMERENCIANO VIANA - (Retificação)

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: FERNANDO LUIZ EMERENCIANO VIANA

DATA: 02/12/2010

HORA: 14:30

LOCAL: nepsa

TÍTULO:

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTO E VANTAGEM COMPETITIVA: Uma Análise em Setores Industriais a partir da visão Relacional


PALAVRAS-CHAVES:

Gestão da Cadeia de Suprimento; Vantagem Competitiva; Visão
Relacional.


PÁGINAS: 441

GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas

ÁREA: Administração

RESUMO:

Esse trabalho tem como objetivo geral investigar a contribuição da gestão da cadeia
de suprimento para a obtenção de vantagem competitiva por empresas da indústria
têxtil e da indústria de calçados do Ceará, tendo como foco principal de análise as
relações inter-organizacionais (díades). Para tal, o referencial teórico contempla
diferentes correntes explicativas da vantagem competitiva, destacando-se a visão
relacional da teoria dos recursos, bem como os principais pressupostos da gestão da
cadeia de suprimento, que culminam com o desenvolvimento de um modelo de
análise que direciona o estudo empírico, o qual considera um escopo expandido da
cadeia de suprimento, que inclui o governo e as instituições de fomento como
representantes do ambiente institucional. Além da consideração da gestão da cadeia
de suprimento como fonte de vantagem competitiva, o trabalho buscou também
identificar outras possíveis fontes de vantagem competitiva para as empresas dos
setores investigados. Trata-se de um estudo de casos múltiplos interpretativo,
totalizando quatro casos, sendo dois em cada um dos setores, que utilizou como
instrumento de coleta de dados primários um roteiro de entrevista semi-estruturado.
Para a análise dos dados foram utilizados diferentes métodos, a análise de conteúdo
e o método das comparações constantes, procedimento analítico originado da
estratégia de pesquisa grounded theory, aplicados com auxílio do software Atlas/ti. A
partir do referencial teórico e do modelo de análise utilizados, foram definidas quatro
categorias-chaves do trabalho, com suas respectivas propriedades e dimensões: (1)
características do relacionamento com o fornecedor; (2) relações da empresa com o
governo; (3) relações da empresa com instituições de fomento e; (4) fontes de
obtenção de vantagem competitiva. Em linhas gerais, a pesquisa aplicada no setor
de calçados revelou que nos relacionamentos das empresas pesquisadas com seus
fornecedores há a predominância do regime de parceria e são aplicados os
principais pressupostos da gestão da cadeia de suprimento, o que contribui para a
obtenção de vantagem competitiva relacional, enquanto que, no setor têxtil, são
aplicados apenas alguns desses pressupostos, com pouca contribuição para a
vantagem competitiva relacional. O principal recurso acessado pelas empresas de
ambos os setores através de suas relações com o governo e as instituições de
fomento são os incentivos fiscais que, para as empresas do setor de calçados,
contribuem para a obtenção de vantagem competitiva temporária em relação aos
concorrentes que não possuem instalações produtivas no Nordeste, bem como
levam à situação de paridade competitiva em relação aos concorrentes que
possuem instalações produtivas no Nordeste a aos concorrentes no mercado
externo, enquanto que, para as empresas do setor têxtil, os incentivos fiscais levam
estas a uma situação de paridade competitiva em relação aos seus concorrentes.
Ademais, as empresas investigadas nos dois setores possuem fontes de obtenção
de vantagem competitiva que se alinham a diferentes correntes explicativas (análise
industrial, teoria dos recursos, escola austríaca e teoria das capacidades dinâmicas),
embora haja um predomínio da inovação de produto como fonte de vantagem
competitiva em ambos os setores, devido à vinculação destes às tendências da
moda.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JAIME EVALDO FENSTERSEIFER - UCS
Externo à Instituição - JOSE DE PAULA BARROS NETO - UFC
Interno - 1510488 - LUCIANO MENEZES BEZERRA SAMPAIO
Interno - 1149367 - MANOEL VERAS DE SOUZA NETO
Presidente - 349130 - MIGUEL EDUARDO MORENO ANEZ
Externo à Instituição - RODRIGO BANDEIRA DE MELO - FGV
Notícia cadastrada em: 24/11/2010 15:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao