Banca de DEFESA: IRÃ INÁCIO RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : IRÃ INÁCIO RIBEIRO
DATA : 08/12/2023
HORA: 08:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA (Link a ser publicado no Forum do Sigaa)
TÍTULO:

CONEXÕES POLÍTICAS E PRECIFICAÇÃO DE ATIVOS: evidências no mercado regulado Brasileiro


PALAVRAS-CHAVES:

conexões políticas; apreçamento de ativos; conselhos de administração; anomalia.



PÁGINAS: 119
RESUMO:

O objetivo da presente tese foi analisar as conexões políticas como um dos possíveis fatores omissos em modelos de apreçamento de ativos. Já foram catalogadas mais de trezentas anomalias que resultaram em problemas de apreçamento (Conte; Ceretta, 2021; Fama; French, 2017a). A população aponta 103 empresas listadas na B3 e que estejam sob a supervisão das agências reguladoras como, por exemplo, a Aneel, Ana, Anatel no período de 2011 a 2022. A metodologia segue os passos de Fama e French (1993) para o modelo de três fatores; de Carhart (1997) para o modelo de quatro fatores e de Fama e French (2015) para o modelo de cinco fatores. Nesses modelos foram incluídos dois fatores: o primeiro trata das conexões políticas por meio da proporção de conselheiros politicamente conectados em relação ao total de conselheiros e o segundo fator busca uma análise temporal em virtude dos requisitos impostos pela Lei 13.303/2016 (Lei de Responsabilidade das Estatais) para a investidura no cargo de conselheiro das empresas controladas pelo poder público. Os resultados evidenciaram que as conexões políticas passaram a ser precificadas após a edição da lei, isto é, a ausência das conexões políticas podem ser consideradas como um dos fatores omissos nos modelos de apreçamento de ativos exigindo um retorno em excesso pelos investidores o que se alinha a Teoria da Dependência de Recursos em detrimento a Teoria da Agência. Entretanto, não foi verificada significância da proporcionalidade de conselheiros conectados politicamente em relação ao total de conselheiros, pelo contrário, a sua inserção no modelo revelou-se como anomalia, já que o intercepto das regressões remete valor diferente de zero e estaticamente significativo. Sugere-se a inserção de outros fatores nos modelos de apreçamento e a comparação entre o novo conceito de conexão política proposto pela tese e o conceito de conexão política já vigente na academia.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - ALESSANDRA CARVALHO DE VASCONCELOS
Interno - 2864355 - ISRAEL JOSÉ DOS SANTOS FELIPE
Externo à Instituição - LUIZ FELIPE DE ARAUJO PONTES GIRÃO - UFPB
Externo ao Programa - 4966048 - RAIMUNDO MARCIANO DE FREITAS NETO - nullExterno à Instituição - RENATO HENRIQUE GURGEL MOTA - UFERSA
Presidente - 1802347 - VINICIO DE SOUZA E ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 28/11/2023 15:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao