Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIEL MARTINS DE ARAUJO FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIEL MARTINS DE ARAUJO FILHO
DATA : 16/08/2016
HORA: 14:00
LOCAL: NEPSA 2
TÍTULO:

OS EFEITOS DA ROTATIVIDADE E DO ABSENTEÍSMO NO DESEMPENHO DE UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR: SIMULAÇÕES, EVIDÊNCIAS E ANÁLISES CRÍTICAS SOBRE ASPECTOS RELACIONADOS À GERAÇÃO DE VALOR ECONÔMICO


PALAVRAS-CHAVES:

 Indicador de Desempenho - Rotatividade de Pessoal - Absenteísmo.


PÁGINAS: 57
RESUMO:

Ainda não há aprofundamento suficiente sobre as métricas de gestão de pessoas relacionadas ao absenteísmo e à rotatividade, ao ponto de estabelecer sua relação com o desempenho econômico-financeiro de uma organização, especialmente no que diz respeito a indicadores que influenciam a geração de valor econômico, com influência já comprovada sobre o valor corporativos dos negócios. Com esta constatação, este projeto de tese de doutorado objetiva estabelecer a relação comparativa entre as métricas referentes à rotatividade de pessoal e ao absenteísmo com indicadores de desempenho constantes da árvore de geração de valor econômico de um hospital, abrangendo um período de cinco anos, cuja proposta metodológica envolve um estudo de caso em uma organização que atua no Sistema Único de Saúde (SUS), através do atendimento de parte dos usuários da rede suplementar de saúde no estado do Rio Grande do Norte. O conjunto de variáveis envolve aspectos relacionados a métricas de gestão de pessoas (rotatividade, absenteismo), de desempenho organizacional (custos de recursos humanos e de insumos, margem bruta, relação despesas operacionais/vendas, faturamento, índice de glosas, produtividade do corpo de enfermagem) e de eficiência operacional (taxas de mortalidade e de infecção hospitalar), cujo tratamento será realizado por meio de análise de correlação.  Espera-se observar se as variações nos índices de rotatividade e absenteismo influenciam positiva ou negativamente no aumento do valor da empresa que, segundo Bender (2014), depende positivamente do crescimento das vendas, da margem de lucro operacional e do período de vantagem competitiva e, negativamente, da incidência de impostos, de investimentos incrementais em gastos de capital e em capital de giro, bem como do custo de capital. Para tanto, também se torna necessário observar o comportamento dos indicadores de eficiência operacional e da estrutura de custos de pessoal, uma vez que estes alteram a margem de lucro. Propõe-se apresentar inovação e relevância teórica na medida em que estabelece a relação entre métricas de recursos humanos com a performance empresarial e valor econômico.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1149369 - ANATALIA SARAIVA MARTINS RAMOS
Externo à Instituição - LENIN CAVALCANTI BRITO GUERRA - IFRN
Presidente - 349130 - MIGUEL EDUARDO MORENO ANEZ
Externo ao Programa - 1718044 - PATRICIA WHEBBER SOUZA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE - UnP
Notícia cadastrada em: 15/08/2016 10:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao