Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL MENEZES EVANGELISTA DA ROCHA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAEL MENEZES EVANGELISTA DA ROCHA
DATA : 10/05/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

DESIGUALDADES REGIONAIS E SOCIODEMOGRÁFICAS NA MORTALIDADE DOS IDOSOS NO BRASIL EM 2010


PALAVRAS-CHAVES:

Expectativa de vida; Mortalidade; Idoso; Desigualdades; Microrregiões


PÁGINAS: 52
RESUMO:

As mudanças populacionais e epidemiológicas observadas nas últimas décadas no Brasil estão levando a alterações na dinâmica demográfica do país, cujas características mais marcantes são o processo de envelhecimento da população e as modificações no perfil de adoecimentos e mortes. A coexistência de Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIPs) com Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), e a diferença regional nos perfis de adoecimentos e mortes, caracterizou a transição epidemiológica brasileira como sendo superposta e polarizada. O objetivo geral deste trabalho é investigar a interdependência espacial existente entre os fatores socioeconômicos, infraestruturais e de saúde com os diferenciais microrregionais de mortalidade da população idosa. Com o aumento do peso relativo da população idosa no país e o alongamento da expectativa de vida dessa camada populacional, é fundamental que haja um aprofundamento nas análises sobre a população que está nas faixas etárias a partir dos 60 anos.  Sendo assim, o delineamento metodológico dessa pesquisa envolve a construção de uma base de dados contendo, além da variável resposta (expectativa de vida aos 60 anos), variáveis classificadas em três grandes dimensões, ou seja, Dimensão Socioeconômica, Dimensão Saúde e Dimensão Infraestrutura. Essas variáveis foram selecionadas através do banco de dados do Censo 2010, do Sistema de Informações Sobre Mortalidade (SIM) – DATASUS e do Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB). Os resultados preliminares demonstraram que existe uma diminuição da influência dos aspectos socioeconômicos, infraestruturais e de saúde na expectativa de vida da população idosa.  Após a construção da base de dados com as variáveis de interesse, o passo seguinte será agregá-las ao banco de dados contendo as estimativas de mortalidade e as expectativas de vida aos 60 anos corrigidas, das 558 microrregiões, obtidas através do trabalho realizado por Schmertmann e Gonzaga (2018). Para a análise da correlação entre as variáveis serão testados alguns modelos de análise espacial. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EVERTON EMANUEL CAMPOS DE LIMA - UNICAMP
Interno - 1346605 - FLAVIO HENRIQUE MIRANDA DE ARAUJO FREIRE
Presidente - 2002253 - MARCOS ROBERTO GONZAGA
Notícia cadastrada em: 29/04/2019 09:57
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao