Banca de DEFESA: ALANA SANTOS DE FREITAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALANA SANTOS DE FREITAS
DATA : 26/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual - Google Meet
TÍTULO:

FREQUÊNCIAS DE SUPLEMENTAÇÃO PARA OVINOS DE CORTE MANEJADOS EM PASTAGEM DE CAPIM-MASSAI


PALAVRAS-CHAVES:

desempenho, digestibilidade, ovinocultura, Panicum maximum, pastejo, suplemento proteico-energético


PÁGINAS: 48
RESUMO:

Objetivou-se avaliar o efeito da frequência de suplementação concentrada sobre o consumo, digestibilidade de nutrientes e desempenho de ovinos de corte em pastejo de Panicum maximum cv. Massai. Utilizou-se 36 ovinos mestiços da raça Santa Inês, 18 machos e 18 fêmeas, com peso inicial médio de 17,0 ± 1,5 kg e idade inicial média de 90 ± 10 dias, pastejando das 08:00 às 16:00 horas e recebendo suplementação concentrada em diferentes frequências. Os tratamentos experimentais consistiram em: SD (suplementação diária); DA (suplementação em dias alternados) e S2D (suplementação a cada dois dias). O período experimental teve duração de 120 dias, sendo 20 dias para adaptação e 100 dias para coleta de dados. Os animais foram pesados a cada 14 dias, para acompanhamento do ganho de peso médio diário e total e ajuste do fornecimento do concentrado. Foi realizada amostragem de pasto a fim de quantificar o acúmulo de forragem e realizar análises laboratoriais. Para estimativa do consumo voluntário de matéria seca foi utilizada a combinação de um indicador externo (LIPE®) e um interno (FDNi). Empregou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, num arranjo fatorial 2 x 3. Utilizou-se a análise de variância e, quando necessário, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de significância. Não houve efeito da interação sexo × frequência de suplementação (p > 0.05) para nenhuma das variáveis analisadas. A conversão alimentar diferiu entre os sexos (superior nas fêmeas) e entre as frequências (superior nos animais suplementados a cada dois dias) (p < 0.05). Não houve diferença estatística para o consumo de matéria seca (p > 0.05), no entanto, foi observada divergência (p < 0.05) entre as frequências para os consumos de pasto e fibra em detergente neutro, em que animais suplementados a cada dois dias apresentaram valores superiores. Na digestibilidade da matéria seca encontrou-se valores superiores na frequência diária e alternada. Não houve divergência estatística na digestibilidade da fibra em detergente neutro. Houve diferença estatística significativa (p < 0,05) entre as frequências para o consumo de concentrado, em que os animais alimentados com suplementação diária e alternada apresentaram valores superiores quando comparados à frequência a cada dois dias, tendo, consequentemente, maiores ganhos de peso médio diário e total e maior peso final. As fêmeas apresentaram maior peso final em comparação aos machos (p < 0,05). Ovinos manejados em pastagem de capim-massai podem ser suplementados diariamente ou em dias alternados sem que haja prejuízos no desempenho. Não se recomenda a suplementação a cada dois dias.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DORGIVAL MORAIS DE LIMA JÚNIOR - UFERSA
Interno - 1233988 - JOAO VIRGINIO EMERENCIANO NETO
Presidente - 2339534 - STELA ANTAS URBANO
Notícia cadastrada em: 12/08/2021 10:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao