Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIZ FERNANDO CANAZARO TRINDADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUIZ FERNANDO CANAZARO TRINDADE
DATA : 29/11/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 1 da Pós Graduação/EAJ
TÍTULO:

QUALIDADE DO LEITE CRU REFRIGERADO E UTILIZAÇÃO DOS TANQUES DE RESFRIAMENTO NAS MESORREGIÕES LESTE, AGRESTE E CENTRAL RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

fazenda leiteira, granelização, tanque de expansão, temperatura do leite.


PÁGINAS: 40
RESUMO:

A refrigeração do leite cru em tanques de resfriamento é uma prática orientada para assegurar a qualidade do leite obtido nas fazendas até sua chegada à indústria. Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade do leite cru refrigerado e a utilização dos tanques de resfriamento individuais e coletivos no Rio Grande do Norte. O estudo foi desenvolvido nas mesorregiões Agreste, Central e Litoral do estado do Rio Grande do Norte. Participaram do estudo 35 tanques individuais e 9 coletivos. Foram obtidas a capacidade nominal, através da informação indicada no tanque, e a capacidade utilizada do tanque, através da medição do nível do leite estocado, em centímetros, com auxílio de régua própria. O percentual de utilização da capacidade do tanque foi obtido pela razão entre a capacidade utilizada e a nominal. Foram obtidas 155 amostras de leite cru diretamente do tanque de resfriamento, sendo mantidas sob refrigeração até o momento da análise. As amostras foram submetidas à análise físico-química para determinação dos teores de gordura, proteína, lactose, extrato seco desengordurado e sólidos totais, por Espectometria de absorção no infravermelho. Também foi realizada a Contagem de Células Somáticas (CCS) das amostras, pelo método de citometria de fluxo. Os dados foram distribuídos de acordo com o tipo de uso do tanque (individual ou coletivo) e em mesorregiões (Agreste, Central e Litoral), para obtenção da análise estatística descritiva e comparação de médias. Os tanques individuais apresentaram 33,0% na média de uso, enquanto os coletivos, utilizam 30,7%. Os tanques das mesorregiões Central, Agreste e Leste são utilizados em 55,7, 29,6 e 60,0% de sua capacidade, respectivamente, indicando que as regiões ainda têm potencial abarcar aumento da produção de leite. 40,0,         0,6, 4,8 e 51,5% das amostras estavam em desconformidade com as legislações vigentes, nos parâmetros Gordura, Proteína, Extrato seco desengordurado e CCS, respectivamente. A média geral de CCS foi 494,48 x 10³céls/ml, valor que indica o comprometimento na saúde da glândula mamária nos rebanhos de vacas leiteiras, que pode levar à perda quantitativa e qualitativa do leite. Houve diferença significativa entre as mesorregiões quanto a média de gordura, proteína e lactose do leite. Conclui-se que a qualidade do leite cru refrigerado e a utilização dos tanques nas mesorregiões Agreste, Central e Litoral do Rio Grande do Norte estão aquém do recomendado. A existência de tanques de refrigeração em rotas de transporte do leite a granel proporciona eficiência logística do setor, principalmente em termos de agilidade na captação e processamento e na conservação da qualidade do produto. Assim, esses resultados podem amparar ações dos órgãos governamentais em vistas ao melhor aproveitamento da capacidade de granelização no Agreste, Centro e Litoral potiguar, sem necessidade de novos investimentos para aquisição do equipamento refrigerador.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2313454 - ADRIANO HENRIQUE DO NASCIMENTO RANGEL
Externa à Instituição - DANIELLE CAVALCANTI SALES
Externo à Instituição - JOSE GERALDO BEZERRA GALVÃO JUNIOR - IFRN
Notícia cadastrada em: 14/11/2019 13:11
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao