Banca de QUALIFICAÇÃO: ISIDRO ARGENTINA CHEMANE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ISIDRO ARGENTINA CHEMANE
DATA : 28/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 01 do prédio de pós-graduação da EAJ
TÍTULO:

Avaliação do efeito da utilização do extrato pirolenhoso como substituto do antimicrobiano promotor de crescimento em frangos de corte

 


PALAVRAS-CHAVES:

avicultura, desempenho, fumaça de lenha, preservação ambiental, sanidade gastrintestinal.


PÁGINAS: 19
RESUMO:

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de carne avícola desde 2015, com uma produção anual de 12 milhões de toneladas e primeiro maior exportador mundial, exportando para 155 países. Parte significativa dessa produção é assegurada pelo uso de antibióticos promotores de crescimento (APC) que a mais de uma década foi banida em principais mercados mundiais por promover a resistência bacteriana e pelo seu efeito residual, fenômenos associados ao surgimento de bactérias super-resistentes que anulam os efeitos de fármacos usados na medicina humana, o que constitui uma grave ameaça a saúde pública. Esta realidade tem estimulado a busca de substitutos dos APCs ou estratégias de modo a se manter os mesmos níveis de desempenho animal proporcionados pelos APC. Objetivou o estudo, avaliar o efeito dos diferentes níveis do extrato pirolenhoso (EP) como substituto do antibiótico convencional (enramicina). Para este propósito foram utilizados 504 frangos de corte de linhagem Cobb 500 com um dia de idade distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, em sete tratamentos (0; 0.5; 1,0; 1,5; 2,0; 2,5% de extrato pirolenhoso e o 115 ppm de enramicina), com seis repetições e 12 aves por parcela. Foram avaliadas as variáveis: ganho de peso (g), peso final (g), consumo da ração (g) e conversão alimentar nas fases de 1-7; 8-21 e 22-42 dias de idade (P < 0,05). As aves foram abatidas aos 21 e 42 dias de idade para avaliar o peso da carcaça, peito, sobrecoxa, coxa, o peso do fígado e a deposição de lipídeos no figado (P < 0,05). Os efeitos dos níveis de pirolenhoso foram estimados por meio de modelos de regressão linear e quadrática. No presente estudo o nível do extrato pirolenhoso de 0.5%  proporcionou   o melhor desempenho dos animais na fase pré-inicial. O EP não teve efeito negativo sobre o fígado em nenhum tratamento.                                                                                                                                       

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 009.675.424-99 - ANDREZA LOURENÇO MARINHO - UFRPE
Presidente - 1605626 - ELISANIE NEIVA MAGALHAES TEIXEIRA
Interno - 1323030 - JANETE GOUVEIA DE SOUZA
Interno - 2793246 - JOSE APARECIDO MOREIRA
Notícia cadastrada em: 12/03/2018 11:52
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao