Banca de DEFESA: FRANCINAIDE DE LIMA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCINAIDE DE LIMA SILVA
DATA: 26/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

Um espaço de formação do professor primário: a Escola Normal de Natal (Rio Grande do Norte, 1908 – 1971).


PALAVRAS-CHAVES:

História da Educação. Formação de Professores. Escola Normal de Natal.


PÁGINAS: 162
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A pesquisa analisa a história da formação de professores em Natal, Rio Grande do Norte, entre 1908 e 1971. Insere-se na temática da História das Instituições Escolares e da Formação de Professores e investiga o percurso da Escola Normal de Natal na preparação de professores primários. Fundamenta-se nos pressupostos de Chartier (1990), Chervel (1990), Elias (1994), Nóvoa (1987), Schriewer (2000), dentre outros, como também em documentos localizados, principalmente, no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte|IHGRN como Atas, Ofícios, Relatórios dos Diretores da Instrução Pública, Leis, Decretos, Mensagens dos Governadores, além de artigos dos jornais A Capital, A Ordem e A República, bem como da revista Pedagogium (1921-1940). No Arquivo Público do Estado|APE encontramos o Livro de Honra (1914-1919), Diários de Classe e o Livro de Inscrição dos Grupos Escolares. Do Memorial do Atheneu analisamos a Ata da Congregação do Atheneu e da Escola Normal (1897) e do Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy o Livro de Registro Nominal dos Professores Diplomados pela Escola Normal. Propomos o estudo comparado da gênese da Escola Normal Primária de Lisboa e de Natal, ancorados no problema da análise dos sentidos atribuídos ao modelo de instituição. Pesquisamos nos acervos da Biblioteca Nacional de Portugal|BNP e da Escola Superior de Educação de Lisboa|ESELX, antigo prédio da Escola Normal Primária, nos quais encontramos Atas, Livros, Manuais de Pedagogia e Regimentos Internos. O estudo evidenciou que estas Escolas Normais surgiram do mesmo substrato histórico, como também a consonância entre os dois países no que concerne a um modo de saber que associava políticos, professores, médicos, higienistas e os demais especialistas da sociedade envolvidos com a educação. Constatamos, ainda, a presença de um discurso pedagógico próprio à escola primária e ao preparo do magistério. De modo particular, a Escola Normal de Natal funcionou em diferentes espaços e consolidou-se como a instituição responsável pelo preparo dos mestres primários. Enquanto locus da formação de professores constituiu uma forma escolar própria, a partir da produção e veiculação de saberes específicos e de modos de fazer peculiares. Saberes os quais deram suporte ao preparo profissional para o magistério e que estavam em conformidade com o movimento pedagógico mundial, as ideias, discussões e reflexões dos pedagogos e dirigentes educacionais. A Escola Normal de Natal era um espaço de atividades pedagógicas, de afirmação profissional, um lugar de reflexão sobre as ações que conferiram aos professores a representação de profissionais produtores de saberes os quais legitimaram a instrução e a profissão docente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1149638 - ANTONIO BASILIO NOVAES THOMAZ DE MENEZES
Externo à Instituição - CHARLITON JOSE DOS SANTOS MACHADO - UFPB
Presidente - 6347260 - MARIA ESTELA COSTA HOLANDA CAMPELO
Interno - 1149455 - MARIA INES SUCUPIRA STAMATTO
Externo à Instituição - MARIA LÚCIA DA SILVA NUNES - UFPB
Interno - 6347203 - MARLUCIA MENEZES DE PAIVA
Notícia cadastrada em: 25/01/2013 15:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao