Banca de DEFESA: FRANCISCO VITORINO DE ANDRADE JUNIOR

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO VITORINO DE ANDRADE JUNIOR
DATA: 08/03/2012
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NEPSA/CCSA/UFRN
TÍTULO:

SABERES E PRÁTICAS DOCENTES: A REELABORAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA DO CONCEITO DE TERRITÓRIO NO ENSINO FUNDAMENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

Elaboração conceitual. Território. Reelaboração teórico-metodológica. Saberes e práticas docentes. Crítico reflexivo


PÁGINAS: 312
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta pesquisa é de uma intervenção no processo de elaboração conceitual em uma escola pública municipal de Ceará Mirim/RN, buscando responder a questão: qual a contribuição teórico-metodológica que o processo de elaboração conceitual, em particular, de território exerce nas práticas de ensino de Geografia desenvolvidas no espaço escolar? Nesse sentido, objetivou-se investigar com professoras do Ensino Fundamental a contribuição teórico-metodológica do processo de elaboração conceitual de Território nas práticas de ensino de Geografia e analisar, com essas profissionais, por meio de situações crítico-reflexivas à produção desse processo, na reconstrução das práticas de ensino da referida área do saber. A pesquisa foi norteada pela abordagem sócio-histórica, em particular, baseada nos estudos desenvolvidos por Vigotski (2000a/2000b/2001) e Saviane (2003/2005) na perspectiva da educação; Vigotski (2000b), Guetemanova (1989) e Ferreira (1995/2007/2009) sobre o processo de formação e desenvolvimento de conceitos; os estudos efetivados por Soares Júnior (1994/1995//2000), Straforini (2004), Silva (1991/1998/2004), Raffestin (1993), Moraes (1999), Santos (1994/2007), Felipe (1998a) e Souza (1994) entre outros sobre a concepção crítica da Geografia e no tocante à leitura sobre o conceito de território; como também, Da Silva (2005), Azzi (2002), Pimenta (2002b), Alarcão (2005), Freire (1996), Tardif (2002) e Charlot (2000/2005) nos estudos acerca dos saberes docentes; além dos realizados em Ibiapina (2004/2008), Ibiapina e Ferreira (2005), Desgagné (2003) e Ibiapina, Ribeiro e Ferreira (2008), Guedes (2008) sobre a pesquisa colaborativa. Assim, define-se como uma pesquisa colaborativa que possibilitou aos partícipes situações de estudos crítico reflexivos, acerca de temáticas pertinentes ao objeto de investigação, que promoveram rupturas nos saberes e práticas docentes. Portanto, constatamos que o processo de elaboração conceitual contribuiu para a efetivação da reelaboração teórico-metodológica das práticas de ensino dos partícipes, intrinsecamente, vinculados ao referido processo formativo, crítico reflexivo e colaborativo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1220965 - FRANCISCA LACERDA DE GOIS
Presidente - 1149623 - FRANCISCO CLAUDIO SOARES JUNIOR
Externo à Instituição - IVANA MARIA LOPES DE MELO IBIAPINA - UFPI
Interno - 1149344 - MARCIA MARIA GURGEL RIBEIRO
Externo à Instituição - MARIA ANTONIA TEIXEIRA DA ROCHA - UERN
Interno - 345843 - MARIA SALONILDE FERREIRA
Notícia cadastrada em: 10/02/2012 11:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao