Banca de DEFESA: HUDDAY MENDES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HUDDAY MENDES DA SILVA
DATA : 31/07/2023
HORA: 09:00
LOCAL: UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI + PLATAFORMA DE WEBCONFERÊNCIA
TÍTULO:

AS REDES COLABORATIVAS NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DOCENTE PARA UMA EDUCAÇÃO FÍSICA INCLUSIVA


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Física; Inclusão; Formação Docente; Pensamentos Complexos.


PÁGINAS: 128
RESUMO:

A formação docente envolve diferente aspectos, como: a atualização de conhecimentos, da
reflexão sobre práticas pedagógicas e sobre a busca por novas abordagens. Essa formação ao
promover uma reflexão crítica e sobre a capacidade de lidar com situações complexas, capacita
os professores de Educação Física a planejar e desenvolver práticas inclusivas. Por sua vez,
pensar de forma complexa implica em considerar as múltiplas dimensões presentes na Educação
Física e na inclusão. Isso significa ir além de uma visão simplista e fragmentada, e compreender
as interconexões entre os aspectos físicos, cognitivos, emocionais e sociais dos indivíduos.
Nesse contexto, a formação continuada se torna fundamental para que os professores de
Educação Física adquiram conhecimentos atualizados sobre inclusão, desenvolvendo
habilidade pedagógica adequadas e assim estarem preparados para lidar com a diversidade de
seus alunos, promovendo uma educação mais abrangente, equitativa e inclusiva, em que todos
os estudantes possam desfrutar plenamente dos benefícios da Educação Física, independente de
suas diferenças individuais. Para isso foram propostos a construção de seis artigos; o primeiro
objetivo (artigo 01), foi de desenvolver uma revisão narrativa sobre uma Educação Física
Escolar Inclusiva através dos pensamentos complexos, com base nessa análise, fomos capazes
de apresentar um perspectiva de como os pensamentos complexos podem contribuir para um
práxis pedagógica dos profissionais de Educação Física através de uma prática holística,
compreendendo as relações existentes entre os diferentes sujeitos envolvidos a fim de promover
a inclusão e permanência dos estudantes com deficiência na Educação Física Escolar, assim
como apresentar os principais conceitos que permeiam o tema, assim como alguns documentos
foram apresentados ao longo do tempo com o objetivo de contribuir para construção do
currículo da Educação Física Escolar não explicitando aspectos importantes sobre o processo
de inclusão dos escolares com deficiência no ensino regular. O segundo objetivo (artigo 02),
tratou-se de desenvolver uma revisão bibliográfica, um estudo teórico, a partir da formação
docentes em Educação Física inclusiva a partir dos pensamentos complexos. Os achados desse
artigo nos possibilitaram realizar reflexões em torno do pensamento complexo como teoria
direcional para construção de uma formação ampliada ao se pensar em inclusão e Educação
Física Escolar. Esse processo aconteceu a partir de um estudo teórico sobre um novo pensa à
educação, apontando a necessidade de um pensar científico, partindo da complexidade, não
permitindo a separação do ser/realidade, do sujeito/objeto, educador/educando,
objetividade/subjetividade, da cultura/sujeito/sociedade. No artigo 03, tivemos como objetivo
construir e validar um questionário para investigar sobre a inclusão na Educação Física escolar.
Nesta pesquisa, construímos e validamos o Questionário de Investigação sobre Inclusão na
Educação Física Escolar (QUIIEFE), esse processo de validação se deu por meio da análise de
juízes. A partir do coeficiente de validade de conteúdo podemos estabelecer um valor de
referência igual a 0,95 considerado acima dos valores de referência, assim validando o
instrumento para o seu objetivo. No artigo 04, o objetivo foi o de construir uma formação
docente em Educação Física Inclusiva a partir de redes complexas. Onde a partir da análise de
redes, foi possível indicar 5 subcategorias: dificuldades estruturais, de formação, planejamento,
pedagógicas e, por fim de escola. Com as análises estabeleceu-se fatores de maior influência na
rede, o planejamento de aulas teóricas e práticas, conhecimentos específicos, capacitismos,
relações familiares e multiprofissionais. A partir dos achados, foi possível estabelecer as
variáveis de maior influência e com isso intervir a partir de uma formação continuada,
construindo oficinas, minicursos, palestras e/ou eventos, gerando modificações na rede e assim

x
contribuindo para uma melhor inclusão dos escolares com deficiência nas aulas de Educação
Física. No quinto objetivo (artigo 05), a pesquisa visou discutir a relação entre Educação Física
Escolar, inclusão e formação docente na perspectiva de professores de Educação Física da
Secretaria Municipal de Educação de Juazeiro do Norte-CE. Os resultados evidenciaram que
durante a formação continuada os professores discutiram a relação entre Educação Física
Escolar, inclusão e formação docente. A participação em atividades de construção de materiais
e experiências com esportes adaptados e paralímpicos revelou novas oportunidades para
aproveitar os espaços e recursos disponíveis na escola. Durante as palestras e mesas redondas,
os professores foram encorajados a refletir sobre seu papel, incentivando-os a enxergar os
alunos com base em suas habilidades, em vez de suas limitações. Esses momentos também
permitiram uma reflexão sobre as capacidades e potencialidades individuais dos professores.
No sexto e último objetivo (artigo 06), a pesquisa analisou os relatos dos docentes de Educação
Física da rede básica de ensino no município de Juazeiro do Norte-CE acerca da contribuição
da formação continuada em Educação Física inclusiva na sua práxis pedagógica. Nesse os
resultados apontaram mudanças significativas na prática dos professores, especialmente no
planejamento das aulas, na realização de adaptações sem depender exclusivamente de recursos
materiais para promover a inclusão de estudantes com deficiência, na adaptação do currículo
da Educação Física com modificações em seus conteúdos, além de promover conexões entre os
colegas, enriquecendo a prática pedagógica e ampliando as possibilidades de aplicação de
atividades inclusivas. Dessa forma, o presente estudo, sob a perspectiva dos docentes, ressalta
a importância da formação continuada para aprimorar ainda mais o processo educativo dos
professores de Educação Física, especialmente no que se refere à inclusão de estudantes com
deficiência. As conclusões da tese sugerem um nova perspectiva de se pensar na formação
continuada em Educação Física Inclusiva, de como se conhecer o processo inclusive no âmbito
escolar no que diz respeito ao componente curricular da Educação Física e da práxis
pedagógicas dos professores quanto a garantir a inclusão dos estudantes com deficiência. Tendo
como base teórica os pensamentos complexos e análise de redes como forma de se mensurar e
conhecer o ambiente onde os estudantes com deficiência e professores estão inseridos,
oferecemos uma contribuição original para área da Educação Inclusiva e formação de
professores.



MEMBROS DA BANCA:
Interna - 3144003 - GESSICA FABIELY FONSECA
Presidente - 1714249 - MARIA APARECIDA DIAS
Externa à Instituição - MICHELE PEREIRA DE SOUZA DA FONSECA - UFRJ
Externo à Instituição - PAULO FELIPE RIBEIRO BANDEIRA
Externo ao Programa - 2626634 - PAULO MOREIRA SILVA DANTAS - nullInterna - 1756133 - RITA DE CASSIA BARBOSA PAIVA MAGALHAES
Externo à Instituição - Roseli Belmonte Machado - UFRGS
Notícia cadastrada em: 19/07/2023 10:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao