Banca de DEFESA: MARIA WANESSA DO NASCIMENTO BARBOSA FRANCO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA WANESSA DO NASCIMENTO BARBOSA FRANCO
DATA : 31/08/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório 1 do NEPSA II + Plataforma de webconferência (híbrido)
TÍTULO:

INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR E GOVERNANÇA CORPORATIVA: IMPLICAÇÕES NO TRABALHO DOCENTE DA UNIVERSIDADE POTIGUAR – LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES (2008 – 2020)


PALAVRAS-CHAVES:

Internacionalização privado-mercantil. Educação Superior. Governança corporativa. Trabalho docente.


PÁGINAS: 202
RESUMO:

Esta pesquisa analisou o processo de internacionalização da educação superior privada no Brasil, com ênfase no contexto da aquisição da Universidade Potiguar pelo conglomerado educacional Laureate International Universities e suas repercussões no trabalho docente. Toma como referência a atual configuração da internacionalização privado-mercantil da educação superior brasileira que no contexto de financeirização adota a forma de oligopólios, assumindo como modelo de gestão práticas de governança corporativa que tem modificado as estruturas institucionais e o trabalho docente. Nesse contexto de liberalizações dos serviços educacionais, a educação não mais é vista como um bem público, mas como uma mercadoria, a serviço do capital. A pesquisa se ancora no materialismo histórico-dialético como referencial teórico-metodológico e utiliza, sobretudo, as categorias totalidade, mediação e contradição para investigar as implicações da financeirização. Como procedimentos metodológicos foram utilizados a pesquisa bibliográfica, a revisão de literatura, o questionário e a análise documental. Constatou-se que as estratégias de governança corporativa e a expansão de matrículas das instituições privado-mercantis sofreram uma grande influência do capital financeirizado e das políticas neoliberais e que houve um forte processo de massificação de matrículas nas últimas décadas, principalmente, nas Instituição de capital aberto, como a Laureate/UNP. Mesmo com o aumento significativo das matrículas a UNP Laureate reduziu seu quadro de docentes, o qual passou por duas demissões em massa nos últimos seis anos e contratou um menor quantitativo de profissionais com regime de trabalho parcial e horista. Esta medida diminui os benefícios trabalhistas dos docentes, causando instabilidade contratual e promovendo um processo de intensificação do trabalho, uma vez que os novos contratados tiveram a ampliação do seu trabalho, englobando todas as turmas, que têm um quantitativo exacerbado de alunos. A tese defendida de que as mudanças na forma de organização das instituições mercantilizadas, com a implementação de práticas de governança corporativa, trazem implicações para o trabalho docente, foi comprovada. Destacamos que as consequências, especialmente, para a UNP Laureate, foram promover um forte processo de precarização, flexibilização e intensificação do trabalho docente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - ***.306.895-** - ALDA MARIA DUARTE ARAÚJO CASTRO - UFRN
Interno - 7347393 - ANTONIO CABRAL NETO
Interno - 1458867 - GILMAR BARBOSA GUEDES
Interna - 347594 - MARIA GORETTI CABRAL BARBALHO
Externa à Instituição - FABÍOLA BOUTH GRELLO KATO - UFPA
Externa à Instituição - VERA LÚCIA JACOB CHAVES - UFPA
Notícia cadastrada em: 14/07/2023 09:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao