Banca de DEFESA: THIAGO DE LIMA TORREÃO CEREJEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THIAGO DE LIMA TORREÃO CEREJEIRA
DATA : 25/04/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma de webconferência (online)
TÍTULO:

A COAUTORIA DO AUDIODESCRITOR CONSULTOR NA PERFORMANCE DA AUDIODESCRIÇÃO POÉTICA


PALAVRAS-CHAVES:

Audiodescrição poética. Audiodescritor consultor e coautoria. Acessibilidade comunicacional e cultural. Performance e contação de histórias. Pedagogia da reeducação do olhar


PÁGINAS: 337
RESUMO:

A audiodescrição, além de ser um recurso de acessibilidade comunicacional e cultural que propicia às pessoas com deficiência visual a ampliação da compreensão e o acesso aos conteúdos imagéticos, tem ainda se configurado como um campo de atuação profissional para este público, por meio da figura do audiodescritor consultor, profissional que integra a equipe que concebe a audiodescrição. A abordagem desse estudo, que é de natureza qualitativa e do tipo interventiva, dedica-se à análise da performance da audiodescrição poética de um espetáculo teatral, considerando a perspectiva do protagonismo autoral do audiodescritor consultor em diversas etapas, não apenas na consultoria, mas também no âmbito da criação do roteiro e da narração. A ambiência metodológica alicerçou-se na experiência obtida com a audiodescrição do espetáculo "Abrazo", do Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare, de Natal (RN), que deflagrou possibilidades híbridas de engendramento entre a contação de histórias e a audiodescrição, incorrendo desse modo em uma vertente poética que se delineou a partir da concepção criativa do próprio audiodescritor consultor responsável pelo projeto. Esse contexto articula, portanto, fases distintas, que partem assim da incursão exploratória, com as oficinas criativas envolvendo o teatro, a contação de histórias e a audiodescrição, até culminar com o locus da pesquisa intervenção, onde aconteceram as oficinas de acabamento estético e a recepção da audiodescrição do espetáculo "Abrazo" com o grupo focal, composto por doze pessoas com deficiência visual. Esse panorama instaura, por conseguinte, a reflexão acerca da própria deficiência enquanto campo de possibilidades que institui novas formas de se ver e se perceber no mundo, instigando e contribuindo, dessa maneira, para o que é defendido nessa tese, no que diz respeito à discussão acerca do protagonismo autoral do profissional audiodescritor consultor e, por conseguinte, da pessoa com deficiência visual, na medida em que amplia sua perspectiva de atuação na composição da audiodescrição, ou seja, na coautoria desse processo. A análise dessas teorizações, fundamentadas no levantamento bibliográfico e nos processos interventivos de experimentação conduzem, desse modo, ao direcionamento dos resultados, que evocam a ideia de que essas práticas podem assim ser estimuladas para que a perspectiva da pessoa com deficiência visual possa ser ressignificada nessas instâncias alcançando o caráter de coautoria e protagonismo. Tal panorama contribui, dessa maneira, para compor uma pedagogia da reeducação do olhar, em contextos educacionais e culturais, essencialmente no que diz respeito às linguagens artísticas. Expandem-se assim, o rol de proposições inerentes ao conceito de uma criação dialógica, o que implicaria dizer que no tocante ao campo criador e processual da audiodescrição, o audiodescritor consultor, o audiodescritor roteirista e o audiodescritor narrador estariam concebendo um ato criativo uníssono à medida que interferem um na composição do outro, ou seja, a estrutura da audiodescrição, embora demarcada e viabilizada por essas distintas funções, sofre modificações que advém do olhar do outro e que, desse modo, ratificam a defesa da tese aqui apresentada, no sentido de que caracterizariam um processo de coautoria. Também se amplia o entendimento sobre a audiodescrição poética, na perspectiva da performance em interface com a matriz semiótica da contação de histórias, expandindo e oferecendo um caminho com férteis possibilidades para o eixo da audiodescrição nas linguagens artísticas.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - JOSELIA MARIA SANTOS JOSÉ NEVES
Externo à Instituição - EDUARDO CARDOSO - UFRGS
Interna - 2313711 - FLAVIA ROLDAN VIANA
Externo à Instituição - FLÁVIO AUGUSTO DESGRANGES DE CARVALHO - UDESC
Interno - 1149574 - JEFFERSON FERNANDES ALVES
Interna - ***.344.724-** - LUZIA GUACIRA DOS SANTOS SILVA - UFRN
Interna - 1714249 - MARIA APARECIDA DIAS
Notícia cadastrada em: 10/04/2023 16:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao