Banca de DEFESA: ANA CAROLINA VERAS DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA CAROLINA VERAS DO NASCIMENTO
DATA : 29/07/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório I - NEPSA II
TÍTULO:

ENSINO MÉDIO INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL (2008 A 2014): CRÍTICA À CONCEPÇÃO DE FORMAÇÃO EM ESCOLAS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CEARENSE


PALAVRAS-CHAVES:

Políticas educacionais; Formação humana; Educação profissional; Ensino Médio Integrado no Estado do Ceará.


PÁGINAS: 187
RESUMO:

Esta dissertação consiste em uma investigação sobre a Educação profissional, mais precisamente uma analise da concepção político-pedagógica do Ensino Médio Integrado a educação profissional de nível médio presente na Rede de Escolas Estaduais de Educação profissional (EEEP) do Ceará expressa nos documentos que fundamentam esta oferta educacional, considerando o período de 2008 a 2014. A fim de alcançar esse objetivo,
tomamos por base uma análise da legislação das políticas educacionais brasileiras no que se refere à educação profissional, além de analisarmos os documentos norteadores de tal proposta no Estado do Ceará. A pesquisa é de natureza teórico bibliográfica referenciada nos pressupostos clássicos do marxismo e em autores contemporâneos que se assentam no materialismo histórico dialético, portanto, nossa investigação buscou aproximar o máximo possível nosso objeto em estudo ao movimento do real. Ao optarmos por essa metodologia, consideramos necessário apresentar no primeiro capítulo, o trabalho como categoria central da sociabilidade humana e fundante dos complexos sociais. Discutimos as relações entre trabalho e educação desde o comunismo primitivo, apontando que as alterações históricas das formas de trabalho, transformaram também o processo educativo, pois o conhecimento historicamente acumulado passou a ser propriedade da classe dominante. Tal fato acabou repercutindo diretamente no processo histórico de dualidade educacional sendo intensificado com a chegada do desenvolvimento capitalista. Diante desse paralelo, resgatamos o conceito de omnilateralidade, apontando-o como necessário para a busca da integralidade do ser humano. No capítulo seguinte, discutimos o estágio atual de produção e reprodução social do capital, que desdobra-se sobre o complexo educacional alterando-o a seu favor. Consideramos, nessa discussão, as alterações ocorridas no sistema capitalista, principalmente a partir da crise ocorrida na década de 1970, que encontrou como pilares para sua recuperação a reestruturação produtiva, o neoliberalismo, a globalização e o pensamento pós-moderno. No capítulo três apresentamos as alterações ocorridas no complexo educacional, principalmente na educação profissional que teve como suporte a pedagogia das competências e os pilares educacionais estabelecidos pelas agências multilaterais, além disso, apresentamos as disputas ocorridas no seio da sociedade brasileira em torno da ideia de formação profissional. No quarto e último capítulo, discutimos o panorama geral de implementação das EEEPs no Ceará e, principalmente, o documento norteador de tal proposta -TESE/TEO- que apresenta uma ideia de profissionalização voltada para uma filosofia empresarial como solução de formação dos trabalhadores. Desse modo, buscamos apresentar o discurso da qualificação profissional voltado para a empregabilidade, que destina uma formação cada vez mais unilateral voltada para os anseios do capital em crise. Concluímos que a TESE não corresponde a concepção de educação integral defendida ao longo da dissertação, se afasta completamente dos anseios de emancipação dos trabalhadores, na realidade amarra cada vez mais a educação aos ditames das exigências do mercado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 243.248.414-20 - DANTE HENRIQUE MOURA - IFRN
Interno - 1458867 - GILMAR BARBOSA GUEDES
Externo à Instituição - JOSÉ DERIBALDO GOMES DOS SANTOS - UECE
Interno - 1646204 - LUCIANE TERRA DOS SANTOS GARCIA
Externo à Instituição - MARCIO ADRIANO DE AZEVEDO - IFRN
Notícia cadastrada em: 18/07/2016 16:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao