Banca de DEFESA: MARINA BEATRIZ GAINO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARINA BEATRIZ GAINO
DATA: 20/06/2012
HORA: 14:30
LOCAL: Auditorio do Departamento de Geofísica
TÍTULO:

ESTIMATIVA DA PROFUNDIDADE DO EMBASAMENTO NA BACIA POTIGUAR USANDO
INVERSÃO GRAVIMÉTRICA


PALAVRAS-CHAVES:

inversão gravimétrica, relevo do embasamento, Bacia Potiguar.


PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
RESUMO:

Esta dissertação apresenta resultados de inversões gravimétricas realizadas com dados públicos na Bacia Potiguar Emersa. A inversão gravimétrica é uma processo matemático que pode ser usado para estimar o relevo do embasamento de uma bacia sedimentar. Embora este seja um problema matematicamente mal-posto, devido à não unicidade e/ou instabilidade das soluções, ele pode ser estabilizado através do uso de funcional a ser minimizado de modo que, além do ajuste das observações geofísicas, alguns vínculos geologicamente significativos sejam incorporados. O processo de inversão gravimétrica aqui utilizado admite que o contraste de densidade entre o embasamento e as rochas sedimentares é constante e conhecido. A metodologia pressupõe ainda a discretizacão do pacote sedimentar num conjunto de prismas (3D), cujas espessuras correspondem às profundidades do embasamento e são os parâmetros a serem estimados. A estabilização do problema é feita com os vínculos de (1) suavidade na variação espacial da profundidade, (2) de proximidade a um modelo de referência, bem como (3) de honrar desigualdades conhecidas sobre a profundidade em locais específicos, a exemplo de poços. Esses vínculos de desigualdade foram incorporados na forma de barreiras logarítmicas, as quais permitem agregar informações não só de poços que atingiram o embasamento como também de poços concluídos na seção sedimentar.

Os cenários de aplicação da metodologia de inversão foram escolhidos de modo a simular diferentes fases ou etapas de exploração de uma bacia ao longo do tempo. A inversão no primeiro cenário foi realizada utilizando somente dados gravimétricos e um plano como modelo de referência. A inversão no segundo cenário foi subdividida em dois casos: agregando aos dados gravimétricos os vínculos oriundos de poços ou de um modelo sísmico de referência. Por fim, na inversão no último cenário foram agregados dados de poços e um modelo de referência sísmico.

Para todos os cenários, as estimativas obtidas do relevo do embasamento revelaram nitidamente a forma interna do Rifte Potiguar, evidenciando a presença de feições estruturais alinhadas com direção principal NE-SW e segmentadas por componentes de direção NW em alguns locais. Em relação aos valores absolutos de profundidade, a inclusão dos vínculos dos poços aprimorou os resultados. Por sua vez, a introdução do modelo sísmico de referência aumentou a resolução global dos resultados.

A flexibilidade de incluir na inversão uma variedade de informações de fontes distintas gerou resultados mais robustos e que atendem simultaneamente aos dados gravimétricos, sísmicos e geológicos (poços). A consistência e confiabilidade dos resultados comprovaram a potencialidade da inversão gravimétrica como ferramenta de delineamento da geometria do embasamento.

É relevante destacar que a inversão realizada apenas com dados gravimétricos, e numa malha com espaçamento regional, Cenário 1, já forneceu uma estimativa de relevo do embasamento bastante coerente com o arcabouço conhecido da bacia. Essa é uma importante informação, se levarmos em conta as diferenças de custo financeiro e de impacto ambiental dos levantamentos gravimétricos em relação ao método sísmico, bem como à perfuração de poços.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 350640 - FRANCISCO HILARIO REGO BEZERRA
Externo à Instituição - JULIO CESAR SOARES DE OLIVEIRA LYRIO - PETROBRAS
Presidente - 349684 - WALTER EUGENIO DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 24/05/2012 11:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao