Banca de QUALIFICAÇÃO: ALVARO FRANCISCO CAMPASSI REIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALVARO FRANCISCO CAMPASSI REIS
DATA: 24/05/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Departamento de Geofísica
TÍTULO:

Orientação e Magnitude de Tensões Na Bacia Potiguar. Implicações para a evolução de Bacias em Margens Passivas.


PALAVRAS-CHAVES:

Bacia Potiguar, Estado de Tensões em bacias sedimentares, Estado de Tesões, Orientação do campo de Tensões, Magnitude das Tensões principais


PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
RESUMO:

Esse estudo apresenta novos dados de orientação do campo de tensões na Bacia Potiguar derivados de “breakouts” e fraturas induzidas analisados em dez poços perfurados na Bacia Potiguar, uma bacia localizada na margem equatorial da placa sul-americana, nordeste do Brasil. Os dados de “breakouts” e fraturas induzidas foram interpretados a partir de perfis de imagem resistiva adquiridos em poços localizados em diferentes regiões e profundidades da Bacia. Os dados de orientação do campo de tensões derivados dessa interpretação de perfis de imagem foram integrados a dezenove mecanismos focais de sismos no embasamento cristalino localizados nas bordas leste, oeste e sul da Bacia Potiguar, cujos dados de orientação do campo de tensões encontram-se publicados na literatura. Adicionalmente, as magnitudes das três tensões principais: vertical, horizontal mínima e máxima, foram determinadas a partir de dados de fraturamentos hidráulicos, perfis de imagem e resistência à compressão das rochas das formações Açu, Alagamar e Pendência. Os dados obtidos nesse estudo foram aplicados para investigar-se o quão representativo são os dados de magnitude e orientação de tensões nas rochas sedimentares, que preenchem a Bacia Potiguar, daqueles dados de tensão obtidos de mecanismos focais em sismos localizados no  embasamento cristalino. A análise das magnitudes de tensões indicou um descolamento entre o regime de falhas: normal na rochas sedimentares das FM Açu e Alagamar e transcorrente  nos poços mais profundos da FM Pendência e mecanismos focais localizados no embasamento cristalino. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350640 - FRANCISCO HILARIO REGO BEZERRA
Interno - 1451214 - ADERSON FARIAS DO NASCIMENTO
Interno - 346467 - JOAQUIM MENDES FERREIRA
Notícia cadastrada em: 21/05/2012 16:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao