Banca de QUALIFICAÇÃO: JASMIN LANKER GODENZI

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JASMIN LANKER GODENZI
DATA : 29/03/2022
HORA: 14:30
LOCAL: videoconferência https://www.youtube.com/channel/UCCBwJxTIfyeGmQSqDLK6duw
TÍTULO:

Uso de GPR para o imageamento de cordões litorâneos (beachridges), análogo geométrico de depósitos de coquina do Pré-Sal


PALAVRAS-CHAVES:

Georadar; Cordões Litorâneos; Análogo Geométrico a Reservatório.


PÁGINAS: 53
RESUMO:

A caracterização geométrica dos depósitos de cordões litorâneos (beachridges) desperta o interesse da indústria do petróleo por serem reconhecidos como importantes reservatórios carbonáticos do pré-sal, interpretados como sistemas praiais lacustres progradantes. O objetivo deste trabalho é aplicar o método de Georadar (Ground Penetrating Radar - GPR) para imagear depósitos de cordões litorâneos siliciclásticos visando o melhor entendimento sobre as suas geometrias e dos depósitos associados. Foram escolhidos os cordões litorâneos siliciclásticos por melhor responderem ao imageamento com o método GPR, em  termos de resolução e profundidade, frente aos depósitos homônimos carbonáticos. Espera-se que as informações geométricas obtidas possam ajudar a suprir a carência de dados entre a escala sísmica e a dos dados de poços de reservatórios carbonáticos de coquinas costeiras do pré-sal. Com base no ortofotomosaico, produzido para a área de estudo, no litoral leste potiguar, foi realizado o planejamento da aquisição geofísica e um zoneamento geomorfológico. O levantamento GPR foi realizado com antena de 200 MHz, na configuração commum offset no modo contínuo, formando uma malha irregular com 6 linhas ENE-WSW (300 a 350m) e 3 linhas NNW-SSE (350m), com espaçamento aproximado de 70 m e comprimento total de 3,135 km. A partir das terminações das reflexões e aplicando processamento avançado (uso de “atributos”), foi possível identificar e ressaltar as geometrias dos depósitos de cordões litorâneos e o nível freático. Será ainda finalizada a interpretação das linhas GPR e elaborado um modelo virtual 2,5 D que contemple os depósitos de backshore, foreshore e shoreface. Além dos depósitos de washover e os gerados por correntes de deriva litorâneas (longshore currents), preliminarmente interpretados.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1161652 - FRANCISCO PINHEIRO LIMA FILHO
Interna - 1149363 - VALERIA CENTURION CORDOBA
Notícia cadastrada em: 18/03/2022 15:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao