Banca de QUALIFICAÇÃO: VICTÓRIA MARIA DE ALMEIDA SANTOS CEDRAZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VICTÓRIA MARIA DE ALMEIDA SANTOS CEDRAZ
DATA : 16/03/2022
HORA: 14:00
LOCAL: videoconferência https://www.youtube.com/channel/UCCBwJxTIfyeGmQSqDLK6duw
TÍTULO:

Estudo de bandas de deformação na Bacia do Rio do Peixe usando dados de GPR e petrofísica


PALAVRAS-CHAVES:

Bandas de deformação, petrofísica, GPR, atributos de GPR.


PÁGINAS: 37
RESUMO:

As zonas de dano de rochas sedimentares, sobretudo em arenitos porosos, podem ser afetadas por bandas de deformação (BD). BDs podem influenciar no fluxo de fluidos devido a sua capacidade selante e, em alguns casos, podem até compartimentalizar fluidos. Estas estruturas são de escala subsísmica. O Ground-Penetrating Radar (GPR), já utilizado para fraturas e outras estruturas, pode ser uma solução para mapear BDs em análogos de reservatórios. Além disso, a análise de atributos aplicada a este tipo de dado possibilitaria um estudo ainda mais aprofundado da arquitetura destas estruturas em subsuperfície. A Bacia do Rio do Peixe (BRP) é um dos casos em que BDs podem ser encontradas em abundância, de diversos tamanhos e comportamentos, à medida em que se afasta de núcleos da falha. Em particular, no afloramento Melancias, a parede e piso polidos oferecem uma visão tridimensional de como estas estruturas se correlacionam com a estratigrafia e entre elas. Dados de GPR deste afloramento foram interpretados, e revelaram um ambiente complexo de subsuperfície, em que as BDs stratabound e camadas em subsuperfície estão fortemente correlacionadas, podendo estar sob um mesmo regime tectônico. Para o período posterior a este exame de qualificação, dois focos principais serão dados à pesquisa. O primeiro deles consistirá na realização de medidas de permissividade dielétrica pelo método Time-Domain Reflectometry (TDR) em campo, importantes para definir qual a origem do contraste de permissividade dielétrica nos dados de GPR. Adicionalmente, medidas de permeabilidade e porosidade já estão em andamento em amostras com e sem BDs. Assim, GPR e análise de afloramento e medidas petrofísicas de porosidade, permeabilidade e permissividade dielétrica serão combinados para construir uma metodologia padrão capaz de identificar com maior grau de exatidão a assinatura nos dados de GPR das BDs. O segundo foco contará com auxílio de análise multiatributo, em que o objetivo será revelar a arquitetura das BDs tridimensionalmente com a construção de geobodies, bem como a influência destas estruturas nas propriedades de fluxo na rocha hospedeira. Com a metodologia aplicada para o afloramento Melancias, espera-se posteriormente aplica-la para mais afloramentos da BRP.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1506706 - MILTON MORAIS XAVIER JUNIOR
Interno - 349684 - WALTER EUGENIO DE MEDEIROS
Externo à Instituição - DAVID LINO VASCONCELOS - UFCG
Externo à Instituição - PEDRO XAVIER NETO - PETROBRAS
Notícia cadastrada em: 07/03/2022 17:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao